Os advogados do ex-presidente Lula pediram ao juiz federal Sergio Moro que reconsidere sua decisão e revogue o bloqueio de seus bens, incluindo os imóveis em nome da ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro.

O petista teve confiscados, após pedido do Ministério Público Federal (MPF) e ordem do magistrado, R$ 9 milhões de sua aposentadoria no BrasilPrev, imóveis e R$ 660 mil em quatro contas.

Os advogados de Lula dizem que o juiz não poderia ter bloqueado os bens que pertenciam ao casal, pois eles eram casados com comunhão universal de bens.

Segundo a defesa, metade das coisas que pertencem ao ex-presidente também era de propriedade da primeira-dama. Com a morte de Marisa Letícia, essa parte foi imediatamente separada para ser entregue aos filhos.

Em julho, Lula foi condenado por ter recebido um triplex da OAS, no Guarujá, no litoral paulista.

IMPRIMIR
Fonte:

Hoje em Dia