Ana Maria de Melo, mãe do padre Fábio de Melo, foi internada na manhã dessa segunda-feira (15) para tratar da Covid-19, em um hospital particular de Uberlândia, cidade onde reside. Informações são do Portal G1.

O padre fez um desabafo nesta tarde em uma rede social e pediu orações.

“Só Deus sabe a angústia que tomou conta de mim. Meus amigos queridos, peço que rezem por nós”.

Há 11 dias, Fábio de Melo comemorou na mesma rede o fato da mãe, de 83 anos, ter recebido a primeira dose da vacina, no estacionamento da Prefeitura de Uberlândia, que imuniza os idosos em sistema de drive-thru. Na publicação de hoje, Melo explicou que a mãe foi contaminada dias antes de receber a vacina.

“Nem imaginávamos que já era tarde. Quatro dias antes de ser vacinada, minha mãe precisou ser hospitalizada. Minha sobrinha a acompanhou. Ficaram um pouco mais de 24 horas no hospital. Dois dias depois do dia da vacina, a Cris [sobrinha] começou ter sintomas”, disse.

Com o resultado da neta dando positivo, Ana Maria também foi testada, mas o resultado foi negativo. Mesmo assim, ela foi retirada de casa e isolada. Porém, no sábado (13), a idosa apresentou pigarro e outro teste foi realizado e a confirmação da doença veio. Segundo Melo, na manha dessa segunda, a mãe precisou ser hospitalizada.

“Só Deus sabe a angústia que tomou conta de mim. Uma questão de cinco dias antes, horas, e a vacina teria gerado alguma imunidade. Há em mim uma sensação de fracasso. O número 5 nunca foi tão decisivo em minha vida”.

Ana Maria de Melo está sob os cuidados médicos no Hospital Santa Genoveva, que fica na região central de Uberlândia.

Ainda na publicação desta segunda, padre Fábio de Melo pediu orações para a mãe e toda a família e compartilhou a emoção de conversar com genitora no hospital, através de uma videochamada.

“Ela tentou me consolar. ‘Fabinho, Deus só vai me levar quando Ele achar que chegou a minha hora. Fica tranquilo, você mora aqui, dentro de mim. E nunca será diferente.’ Sim, mãe, nunca será diferente, nunca”.

O religioso também fez um apelo às autoridades, “Mobilizem-se para que a vacina não chegue tarde demais, como tem sido para muitos”.

Primeira dose

Ana Maria de Melo foi vacinada no dia 4 de março, de acordo com o calendário da Prefeitura de Uberlândia, que segue as determinações do Ministério da Saúde de, neste momento, vacinar o público-alvo, entre eles idosos acima de 60 anos.

O dia foi especial para o religioso que comemorou. “Só Deus sabe o quanto eu desejei que este dia chegasse. Minha mãe sendo vacinada. Há muito tempo uma imagem não me fazia chorar tão intensamente. Um choro que o medo gerou, mas permitido e abençoado pela gratidão”, escreveu.

Na ocasião, Fábio de Melo publicou fotos do momento. Em uma delas, Ana Maria fez sinal de positivo junto à equipe da vacinadores, e o padre aproveitou para agradecê-los.

“Obrigado aos profissionais da Saúde de Uberlândia que a atenderam com tanto carinho. Obrigado”.

O padre também cobrou, de forma categórica, um processo de imunização mais ágil no país.

Senhores governantes, pelo amor de Deus, agilizem para que todos tenham direito à essa proteção, o mais rápido possível. Depois que a vacina foi criada, depois que a ciência nos deu o recurso, toda morte tem um peso infinitamente superior, um impacto ainda maior sobre as nossas responsabilidades”.

A segunda maior cidade de Minas Gerais, que registrou nos dez primeiros dias de março mais mortes que nove estados e o Distrito Federal, já vacinou 42.488 pessoas até o momento.

Fonte: G1

print
Comentários