A Polícia Militar de Formiga divulgou nesta sexta-feira (15), um levantamento relativo ao mês de maio deste ano, comparado com o mesmo mês nos anos anteriores. O mês apresentou números positivos recordes para a segurança pública em Formiga, de acordo com dados coletados pela Seção de Emprego Operacional do 63º Batalhão e analisados pela Seção de Comunicação Organizacional da Unidade.

De acordo com o levantamento, somente em 2011 houve menos crimes violentos do que em 2018, ou seja, em maio deste ano houve menos crimes violentos que nos últimos seis anos. Foram quatro crimes violentos em maio de 2018, 21 crimes em 2017, 23 em 2016, 21 em 2015, 10 em 2014, sete em 2013, sete em 2012 e dois em 2011.

Segundo pesquisaabrangendoas 12 cidades da área do 63º Batalhão (Formiga, Arcos, Pains, Iguatama, Bambuí, Medeiros, Tapiraí, Pimenta, Córrego Fundo, Itapecerica, Camacho e São Sebastião do Oeste), o número de crimes violentos, em maio de 2018, também teve uma redução significativa em relação aos anos anteriores.

Roubos

De acordo com a PM, ao analisar os números de roubo em Formiga, o resultado também é satisfatório, pois os números de maio de 2018 foram menores que o mesmo mês nos anos de 2012 a 2017 e iguais aos de 2011, ou seja, houve uma redução dos roubos na cidade aos índices de sete anos atrás.

Em 2018, a proporção de crimes registrados e prisões realizadas foi de 50%, ou seja, foram registrados quatro crimes violentos e duas prisões pela Polícia Militar por estes crimes. Nos anos anteriores a proporção foi de: 2017 (38%), 2016 (22%), 2015 (38%), 2014 (20%), 2013 (57%), 2012 (33%) e 2011 (50%).

Segundo a Polícia Militar, esses dados positivos fazem parte de vários fatores e ações de vários órgãos que atuam na segurança pública, bem como do apoio da população que rotineiramente fornece informações à Polícia pelo 190 e pelo 181. A PM solicita que as pessoas continuem ajudando a criar um ambiente mais seguro, para isso, basta ligarem para o 181 e transmitirem as informações sobre crimes. Essa denúncia é anônima e a pessoa recebe um código para depois obter informação sobre o resultado de sua denúncia.

IMPRIMIR

Fonte:

Polícia Militar