O voto em trânsito para o primeiro turno, no dia 7 de outubro, foi solicitado por 12.237 eleitores de Minas Gerais à Justiça Eleitoral. A modalidade é utilizada por pessoas que estarão fora do seu domicílio eleitoral na data do pleito.

De acordo com a Justiça Eleitoral, do número total, 6.743 eleitores se transferiram temporariamente para outras cidades mineiras. Já os outros 5.494 se cadastraram para utilizar o voto em trânsito em outros estados brasileiros.

Nessa categoria de voto, a participação do eleitor pode ocorrer no primeiro, no segundo ou em ambos os turnos, mas somente em capitais e municípios com mais de 100 mil eleitores. Além disso, o eleitor que se transferiu para outra cidade dentro de Minas Gerais poderá votar em trânsito para todos os cargos. Já o eleitor que se transferiu para cidade de outro Estado poderá votar apenas para presidente.

Em Minas

– 6.743 é o número de pessoas que utilizarão o voto em trânsito em outras cidades dentro de Minas Gerais;
– 1.618 eleitores mineiros votarão em São Paulo;
– 539 é a quantidade de eleitores de Minas que estarão e votarão no Distrito Federal.

Transferência temporária

O processo de solicitação para transferência temporária terminou na segunda quinzena de agosto e permitiu, também, que eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida se transferissem para seções de fácil acesso, no mesmo município onde votam, apenas para as Eleições 2018.

Em Minas, foram feitas 208 transferências desse tipo para o primeiro turno. Profissionais da segurança pública que estiverem em serviço durante as eleições, como policiais e bombeiros, também puderam solicitar a transferência temporária. O número chega a 5.031.

A Justiça Eleitoral também divulgou o número de presos provisórios e adolescentes internados em unidades sócioeducativas. Segundo o órgão, foram feitas 285 transferências temporárias, sendo que 251 votarão em presídios e unidades de internação em Minas Gerais e 34 nas demais unidades da federação onde estiverem recolhidos.

Saiba onde votar

Para saber em qual local vai votar, o eleitor deve acessar o site do TRE ou do TSE e clicar no link “Local de votação”, localizado na seção Serviço ao Eleitor (no alto à esquerda).

Após preencher os campos solicitados (nome ou título de eleitor; data de nascimento e nome da mãe), o eleitor obterá informações sobre a zona, a seção e o local onde votar.

Outras alternativas são baixar o aplicativo e-Título, no qual as informações do eleitor são atualizadas automaticamente, ou entrar em contato com o Disque-Eleitor (148).

 

IMPRIMIR

Fonte:

Hoje em Dia