Polícia Civil de Luz realizou uma das maiores apreensões de cigarros contrabandeados na região Centro-Oeste neste ano. Mais de duas mil caixas de cigarros foram localizadas em dois galpões e em uma residência em Lagoa da Prata. A mercadoria está avaliada em mais de R$2 milhões.

Na casa, no bairro São José, as centenas de caixas foram localizadas na manhã desta quinta-feira (3). Os policiais ainda estão no local e a ação é continuidade da apreensão de milhares de cigarros em dois galpões na tarde dessa quarta-feira (2).

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Vinícius Machado, a Polícia Civil de Lagoa da Prata passou informações para a equipe de Luz de que duas pessoas em dois carros estavam transportando drogas para a cidade.

Os investigadores receptaram os veículos, dirigidos por um homem de 59 anos e um jovem de 27 anos, pai e filho, e encontraram diversas caixas de cigarros que possivelmente têm origem no Paraguai.

Dentro dos carros os agentes ainda encontraram três chaves e, ao questionar a dupla, pai e filho informaram que eram de galpões em Lagoa da Prata, nos bairros Gomes e Sol Nascente, onde os policiais localizaram o restante da mercadoria.

“Eles assumiram ser donos da mercadoria, mas não acreditamos nesta versão”, ressaltou o delegado.

Já na manhã desta quinta-feira, os policiais conseguiram encontrar uma casa, no bairro São José, que foi aberta com a terceira chave encontrada nos veículos. Foram encontradas mais centenas de caixas de cigarros nos seis cômodos e também no banheiro.

“É difícil até de andar na casa de tanta caixa de cigarros do Paraguai. Os imóveis estão alugados em nome de laranjas”, revelou o delegado. (Veja vídeo acima)

Pai e filho foram levados para o presídio de Luz e a carga será levada nesta quinta-feira para a delegacia da Polícia Federal em Divinópolis. “Eles poderão responder por contrabando e sonegação. É uma das maiores apreensões, salvo engano, na região toda aqui este ano”, afirmou.

 

 

Fonte: G1 ||

Imprimir

Comentários