A campanha, que começou em todo país no dia 8 de março, com a vacinação de profissionais da linha de frente da saúde, foi dividida em cinco etapas.
Em Formiga, na primeira etapa, que terminou dia 19 de março, 762 trabalhadores da área de saúde foram vacinados.
Já a segunda etapa, que tem como público gestantes, crianças de 6 meses a 1 ano e 11 meses e pessoas portadoras de doenças crônicas menores de 60 anos já vacinou, até agora, 3.548 pessoas. No total, foram vacinadas 524 gestantes, 1.121 crianças com idade entre seis meses e 1 ano e 11 meses e 1.903 pessoas portadoras de doenças crônicas.
A partir do dia 5 até o dia 23 de abril, é a vez de pessoas com idade entre 20 e 29 anos serem imunizadas. Para tomar a vacina, é só procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima levando o cartão de vacinação e um documento com foto.
As pessoas do segundo grupo (crianças, gestantes e doentes crônicos) que ainda não se vacinaram podem procurar os postos de saúde na segunda-feira, já que nesta quinta (1º) e sexta (2) a Prefeitura decretou ponto facultativo por causa do feriado.

Reações adversas à vacina
De acordo com a coordenadora do setor de epidemiolia da Secretaria Municipal de Saúde, Juliana Castro, a vacina é segura e é esperado que de 10 a 30% das pessoas tenham alguma reação. Neste caso, deve-se procurar orientação médica para um diagnóstico e tratamento confiável.
A OMS ? Organização Mundial de Saúde – estima que foram distribuídas cerca de 80 milhões de doses da vacina contra a influenza pandêmica e até o final de novembro foram vacinadas aproximadamente 65 milhões de pessoas. A grande maioria do que vem se apresentando como reação à vacina, se assemelha à vacina sazonal administrada em idosos, que são reações leves: dor local, febre baixa, dores musculares, que se resolvem em torno de 48 horas.

print
Comentários