O aplicativo e-Título apresenta instabilidade neste domingo (15), dia das eleições municipais. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o grande volume de acessos foi o responsável pelo problema.

O app é o meio indicado pelo TSE para que os eleitores justifiquem ausência na votação, mas os cidadãos têm relatado dificuldades com a operação do aplicativo.

O presidente do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que o aplicativo está sobrecarregado devido ao volume de acessos e downloads de última hora.

“O e-Título está aí há muito tempo, mas deixaram para baixá-lo na última hora, e aí, milhares de acessos simultâneas, ele apresentou algum nível de instabilidade, mas ele está funcionando adequadamente. É só insistir um pouco. […] Foram 3 milhões [de acessos] do aplicativo no dia de ontem”, afirmou.

O tribunal também informou que 12,8 milhões de pessoas baixaram o aplicativo. A orientação para o eleitor que tiver algum problema com o aplicativo é tentar novamente alguns minutos mais tarde.

Justificativa de ausência

O e-Título pode ser usado pelo eleitor que não está em sua cidade de votação e pretende justificar a ausência. Se o aplicativo continuar apresentando problema, o cidadão também poderá justificar a ausência por meio do formulário de Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE).

O TSE tem uma página na internet que permite o preenchimento do RJE (clique aqui).

formulário físico do RJE poderá ser obtido gratuitamente na página do TSE, nas unidades de atendimento da Justiça Eleitoral (cartórios eleitorais, postos e centrais de atendimento ao eleitor), nas páginas da Justiça Eleitoral na internet e, no dia do pleito, nos locais de votação.

O eleitor deve comparecer aos locais destinados ao recebimento das justificativas com o formulário RJE preenchido, munido do número da inscrição eleitoral e de documento de identificação.

O site do TSE divulgou os locais em sua página na internet.

O e-Título também pode ser usado como documento de identificação nas seções eleitorais. Nesta situação, em caso de problema com o app, um documento com foto já serve para a identificação, o título de eleitor apenas facilita essa etapa.

Fonte: G1

print
Comentários