O professor Andrei Pereira Pernambuco, que leciona nos cursos de fisioterapia, educação física e biomedicina, defendeu a tese de doutorado no dia 28 de fevereiro, no Departamento de Biologia Celular do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).
A tese intitulada ?Impacto de um programa de educação em saúde sobre aspectos neuroimunocomportamentais de pacientes com diagnóstico de fisioterapia? abordou a fisiopatologia da síndrome da fibromialgia segundo conceitos da psiconeuroimunologia, além de avaliar a eficácia de um programa de educação em saúde sobre alguns marcadores da atividade imunológica (IL-2, IL-4, IL-6, IL-10, TNF, IFNγ e IL-17A), neuroendócrina (cortisol e 6 sulfatoximelatonina) e comportamental (ansiedade e qualidade de vida).
Segundo Andrei, toda a parte de recrutamento, coleta de amostras e intervenção foi realizada nas instalações do Unifor-MG e contou com a participação de 71 voluntárias com diagnóstico de fibromialgia residentes no município de Formiga. Ainda de acordo com o professor, a contribuição do Centro Universitário foi de fundamental importância para o sucesso da pesquisa, já que a Instituição o apoiou integralmente, disponibilizando suas instalações, equipamentos, funcionários e alunos.
Andrei , que foi aluno do Colégio de Aplicação e leciona no Unifor-MG desde 2005, comentou sobre a obtenção do título de doutor: ?Para mim, é motivo de orgulho e satisfação, afinal, foram quatro anos de dedicação aos estudos e ao projeto, abdicando diversas vezes do lazer em detrimento do sucesso da pesquisa, realizando muitas viagens, congressos e experimentos trabalhosos. Contudo, quando olhamos para trás, vemos que tudo valeu muito a pena, os resultados de nosso trabalho estão sendo publicados em periódicos internacionais de destaque e a aceitação da comunidade científica tem sido gratificante. Além do mais, acredito que a experiência e o conhecimento adquiridos ao longo desses anos têm fornecido bases sólidas para a construção do conhecimento em sala de aula, contribuindo, positivamente, para a formação dos alunos?.
Na oportunidade, o professor agradece a todos aqueles que, de forma direta ou indireta, contribuíram para essa conquista, em especial ao Unifor-MG, ao Cepep (Centro de Pesquisa, Extensão, Pós-Graduação e Ensino a Distância), aos alunos de Iniciação Científica (Thuanny, Luciene, Sylvia, Tamara, Prisicila, Raimisson, Cecília, Lorena, Angélica, Kristiane Amélia e Carla) e a todas as pacientes que, voluntariamente, participaram do estudo.

Imprimir
Comentários