Na manhã desta terça-feira (7), mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos na Câmara Municipal de Nova Serrana, pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, juntamente com a Polícia Civil.

As ações fazem parte de uma Operação que apura denúncias de assessores fantasmas no Legislativo.

De acordo com as primeiras informações do MP, os mandados começaram a ser cumpridos às 6h em quatro gabinetes e ainda no departamento pessoal do Legislativo.

Os investigados são o presidente da Câmara, Osmar Santos, o vice-presidente Valdir Rodrigues de Souza, e os vereadores; Juliano Boa Vista, Gilmar da Silva Martins, Valdir Rodrigues Pereira e Adair Lopes de Souza

Conforme ainda o MP, as investigações tiveram início no mês passado. Na ocasião, a Polícia Civil esteve na Câmara buscando por provas, mas nenhum material ou vereador foi apreendido.

O promotor à frente do caso, Ângelo Ansanelli Júnior, disse à reportagem do MG1 que também será cumprido mandados de busca e apreensão na casa de dois vereadores.

A operação segue em andamento.

 

 

Fonte: G1 ||

Imprimir

Comentários