O trabalho de manejo das capivaras, executado pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, na Orla da lagoa da Pampulha, foi premiado na categoria Melhor Exemplo em Fauna, durante a IX edição do Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade e Amor à Natureza.

“Estou emocionado. Foi muito trabalho para consolidarmos o manejo das capivaras. Mas, como ninguém trabalha sozinho, preciso vangloriar todos os servidores que estiveram envolvidos nesse processo, sobretudo o Guilherme Lana e o Leonardo Maciel, que foram meus pés e braços dentro da Secretaria de Meio Ambiente, para concluirmos com louvor esse manejo. A convergência de trabalho das secretarias de Meio Ambiente e Saúde e da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica também foi de suma importância para concluir com sucesso essa etapa da administração”, disse o secretário municipal de Meio Ambiente, Mário Werneck.

Nesta edição do prêmio, o trabalho da Prefeitura reconhecido pela premiação dividiu o primeiro lugar, em um empate técnico, com o trabalho do Centro de Biodiversidade da Usipa, que resgata animais silvestres recuperados de cativeiros ou em situação de vulnerabilidade para devolvê-los à natureza, por meio do Programa de Reabilitação da Fauna Sem Lar.

Manejo das capivaras
No prazo de 12 meses a Prefeitura concluiu o trabalho de manejo das capivaras e a ação terminou no mês de outubro. Os roedores foram esterilizados, microchipados, receberam carrapaticidas, passaram por uma série de exames antes de serem soltos novamente no habitat natural. A ação faz parte de um trabalho das secretarias municipais de Meio Ambiente e de Saúde e também da Fundação de Parques Municipais e Zoobotânica

O manejo sustentável e o controle populacional de animais silvestres e domésticos que vivem ou circulam na Lagoa da Pampulha foi objeto de  termo de ajustamento de conduta celebrado com o Ministério Público de Minas Gerais em fevereiro de 2017.

Prêmio Hugo Werneck
Em sua IX edição, o Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade e Amor à Natureza teve mais de 900 inscrições e indicações recebidas e 124 vencedores e homenageados.

O prêmio foi criado em 2010 em homenagem ao ambientalista Hugo Werneck (1919-2008), um dos precursores da consciência ecológica na América Latina. Fundador do Centro para a Conservação da Natureza, Hugo foi defensor da criação de importantes áreas verdes de Minas Gerais, como os parques Nacional da Serra do Cipó e Estadual do Rio Doce.

Imprimir

Fonte:

MPMG