O Atlético foi até o mercado uruguaio trazer dois reforços do mesmo time. Do Danúbio terceiro lugar no Apertura que terminou antes da Copa, chega agora Martín Rea, o zagueiro estudioso que reviverá uma dupla com o meia-atacante David Terans, que ainda não mostrou serviço.

“Joguei com um ano no plantel principal com David. E tivemos toda a temporada juntos. E agora comentamos que eu fiz um gol pelo Danúbio e a assistência foi justamente de David”, disse Rea.

Apresentado oficialmente pelo diretor Alexandre Gallo na segunda-feira (13), Rea, de 20 anos, está emprestado até julho do ano que vem, com os direitos econômicos fixados num “bom valor”, nas palavras do diretor.

Em sua apresentação, o ex-defensor dos alvinegros de Montevidéu destacou ter ficado feliz com o primeiro contato com a torcida. Foi espectador na vitória diante do Santos no último domingo (12). Sobre suas características de jogo, disse ser técnico, que consegue fazer o time sair jogando do fundo e destacou ter o diploma de treinador pela Universidade Federal da capital uruguaia.

“Sou bom tecnicamente, posso sair jogando bem do fundo, sou ligeiro para o jogo, não sei se todos sabem, sou técnico diplomano lá no Uruguai, aos 18 anos comecei o curso e já me formei como técnico, assim que posso dizer que sou um jogador inteligente, que entende o jogo”.

O Atlético contrata o terceiro zagueiro num universo de 18 reforços. Rea competirá agora com Leonardo Silva, Iago Maidana (reforço), Gabriel e Juninho. Fez apenas 13 partidas como profissional do Danúbio, inclusive oscilando entre titularidade e reserva na mudança de temporadas no calendário uruguaio.

“Foi algo muito rápido, uma surpresa, mas tenho 20 anos e me sinto preparado para isso. Obviamente tenho Terans aqui, que jogamos em Danubio. Já o chamei, já conversamos sobre o clube e vamos passar o dia a dia juntos”, concluiu.

(Foto: Reprodução TV Galo)

 

Imprimir

Fonte:

Hoje em Dia