A Rede Mater Dei, uma das maiores do ramo no país, abrirá as portas de seu primeiro hospital em Betim neste sábado (19), a partir das 7h, com uma ampla capacidade assistencial. Já na primeira etapa que será inaugurada neste fim de semana, a unidade oferece atendimento para 1.500 pacientes por dia na urgência. Para isso, foram contratados 800 funcionários diretos. A nova unidade possui uma gama de serviços clínicos e cirúrgicos, como consultas para cirurgia bariátrica e plástica, reprodução humana e mastologia; laboratório de análises clínicas; maternidade com estrutura completa para mãe e bebê e oncologia.

Em construção desde abril de 2017, a nova unidade ocupa uma área de 42 mil m² na Via Expressa, 15.500, no bairro Duque de Caxias. Ao todo, serão investidos R$ 260 milhões no empreendimento, que, em pleno funcionamento, vai gerar 2.000 empregos diretos e indiretos e terá 367 leitos. “Para contratar esses profissionais, estamos priorizando pessoas da região. Hoje, 70% dos médicos que vão atuar no hospital são ex-residentes da rede e 30% são especialistas de Betim e Contagem. Essa é uma forma de integrar o hospital à comunidade”, afirmou o presidente da Rede Mater Dei, Henrique Moraes Salvador. 

Ainda de acordo com ele, o Mater Dei Betim-Contagem vai atender a convênios e consultas particulares no mesmo perfil que as unidades Mater Dei Santo Agostinho e Contorno, em Belo Horizonte. “Algumas operadoras já estão confirmadas, como Bradesco Saúde, Fiat e Good Life. Outras ainda estão em negociação. Além de Betim e Contagem, vamos atender no Mater Dei Betim-Contagem pessoas das regiões Oeste, Sul e do Triângulo Mineiro”.

Polo de saúde

Além do Mater Dei Betim-Contagem, outras grandes obras em andamento na cidade farão de Betim um dos maiores polos de saúde de Minas Gerais. Uma delas, prevista para inaugurar em abril deste ano, é o hospital Unimed BH. A obra, sob responsabilidade da rede, fica às margens da avenida Marco Túlio, no Riacho das Areias (leia mais na página 9). 

A Prefeitura de Betim também está contribuindo para ampliar a assistência na saúde do município. A construção do Centro Municipal Materno-Infantil, obra mais importante para a área na cidade nas últimas duas décadas, está a todo o vapor. A unidade terá capacidade para fazer até 12 mil partos por ano e unificará os serviços de saúde materno-infantis em um ambiente que oferecerá mais segurança às gestantes e aos recém nascidos.

O plano da prefeitura é também colocar em funcionamento, ainda neste ano, ao menos mais 12 novas Unidades Básicas de Saúde (UBSs), e duas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). Oito UBSs – nos bairros Amazonas, Laranjeiras, Nova Baden, Vila Recreio, Parque do Cedro, Citrolândia, Cachoeira, Teresópolis – e uma UPA – no Jardim Alterosas – já estão em construção. Em 2018, o município também inaugurou um Centro de Distribuição de Medicamentos, no Bandeirinhas.

Imprimir