A gestão da saúde em Formiga merece elogios no que tange ao controle da vacinação. Confiram as informações a seguir:

Segundo o NI/UN apuraram, apesar da falta de vacinas que hoje vigora em diversos municípios mineiros/brasileiros, o município de Formiga se diferencia das demais.

No dia 1º de maio, Formiga contava com 2.237 vacinas da Coronavac em estoque e 80 vacinas da Astrazenica estocadas. Todas destinadas à aplicação da segunda dose em pacientes.

Tudo isso, segundo a Secretaria, dentro das previsões estabelecidas pela equipe que cuida da vacinação e trabalhou com a máxima segurança na hora de usá-las.

Segundo o secretário Leandro Pimentel, a Secretaria Municipal, previdente, não atendeu de imediato as instruções do Ministério da Saúde, que intempestivamente, havia autorizado os municípios a se valerem das vacinas reservadas para a segunda dose para a imunização de um maior número de pacientes, acelerando o processo de imunização.  

Segundo números disponibilizados no Vacinômetro local divulgado na sexta-feira (30), Formiga já imunizou, com a primeira dose, cerca de 17.58% da população.

 Foram 11.925 imunizados até o dia 30 de abril, isto para uma população estimada pelo IBGE em 67.822 habitantes.

Já a segunda dose de vacina foi aplicada em 4.869 pessoas, o que corresponde a 7,17% da população.

Verificando o Vacinômetro Nacional, para uma população de 212 milhões de brasileiros, foram vacinados com a primeira dose, cerca de 30,3 milhões, o que corresponde a 14,29% e destes, 14 milhões receberam a segunda dose, o equivalente a 6,60% da população.

Em Minas, de 21.100 milhões de habitantes, receberam a primeira dose 16,44% (3.470 milhões) e a segunda dose foi aplicada em 8,18% (1.727 milhão).

Portanto, mais um ponto positivo para a equipe de saúde em Formiga. Comparativamente com as campanhas de vacinação nacional e mineira, segundo os percentuais obtidos, o município está à frente de ambas, no quesito atendimento da vacinação ao público.

print
Comentários