Da redação

Se agravou rápido a situação do abastecimento de água em Formiga e os moradores já estão vivendo em regime de racionamento.

Na sexta-feira passada (11) o Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) divulgou alerta informando que a captação de água estava 30% abaixo do ideal para abastecer toda a cidade e que diante disso, os cidadãos deveriam economizar ao máximo a água tratada.

Segundo a nota, o problema foi causado por um longo período de estiagem e caso a situação se agravasse, o Saae seria obrigado a adotar o racionamento progressivo, até que a situação voltasse ao normal. Além de solicitar a economia de água, foi informado que como medida complementar, a autarquia estava licitando a perfuração de novos poços artesianos.

Porém, três dias depois, na segunda-feira (14), na fanpage da Prefeitura no Facebookjá constava a tabela com os bairros e dias de racionamento com a informação de queque se a economia não for feita, faltará água na cidade.

Crise de abastecimento em 2014

Há cerca de três anos, a população de Formiga sofreu com o desabastecimento de água. Mas, na época, o racionamento começou mais de um mês mais tarde que agora, no dia 17 de setembro.

Vários poços artesianos foram abertos na zona rural e urbana da cidade. Mas o problema se estendeu pelos meses de setembro e outubro e chegou a ser decretada situação de emergência em Formiga, principalmente após a captação de água ficar mais de 50% abaixo do normal.

Um dos maiores problemas da cidade é que não há reservatório de água a montante da captação queé feita a fio d’água, ficando totalmente dependente do nível do rio.

Economia de água

Sem um reservatório, a atitude consciente do consumo de água por parte da população se torna ainda mais importante. Segundo o diretor do Saae, José Pereira de Sousa (Capitão Sousa) é necessário evitar desperdícios como encher piscinas, lavar carros, calçadas, ruas e deixar torneiras abertas desnecessariamente. É recomendável também ficar atento a possíveis vazamentos de válvulas de banheiro, canos e caixa d’água.

Confira o cronograma de racionamento:

Imprimir

Comentários