Uma pesquisa realizada pela Arteris – companhia do setor de concessões de rodovias do Brasil  – divulgada nessa segunda-feira (25) apontou que mais de 30% dos motoristas mineiros dirigem após consumir bebidas alcoólicas.

A pesquisa contou com 329 motoristas de Minas Gerais, entre 15 e 27 de julho deste ano, e analisou quatro infrações – direção após o consumo de álcool, uso de cinto de segurança, excesso de velocidade e utilização de celular ao volante. No Brasil, 2.686 motoristas, das cinco regiões do país foram ouvidas.

31,3% dos entrevistados afirmaram misturar álcool e direção, e 19,9% justificaram a infração dizendo que o efeito da bebida alcoólica não altera na capacidade de dirigir.
A pesquisa revelou também que 11,2% dos entrevistados não usam cinto de segurança ao dirigir, e 40% afirmaram não exigir dos ocupantes do veículo que usem o dispositivo.
Conforme o estudo divulgado, mesmo cientes dos riscos e das multas, os motoristas atribuem à falta de atenção, pressa, trajetos curtos e a confiança na capacidade de dirigir, a postura incorreta no trânsito.

Outras infrações

A pesquisa mostrou também, que 39,9% dos mineiros usam o celular ao volante e destes, 37,7%, disseram que usam o aparelho para consultar aplicativos de trânsito, e 36,7%  que só comentem a infração para realizá-la ou receber chamadas urgentes.

Sobre o excesso de velocidade, 40,7% dos motoristas afirmaram exceder os limites impostos pela legislação.

IMPRIMIR

Fonte:

O Tempo