Direcionada para pessoas com 60 anos ou mais, a Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe, que teve início no dia 25 de abril, nesta sexta-feira (29).
O término da campanha estava previsto para o dia 8 de maio, mas foi prorrogado para que a meta estabelecida pelo Ministério da Saúde, que determina que 80% dos idosos de cada município do país se vacine, fosse cumprida.
Porém, mesmo com a prorrogação, a cidade de Formiga ainda não atingiu a meta, e na terça-feira (26), 77% dos idosos já haviam se vacinado, faltando por volta de 250 pessoas.
De acordo com a responsável pelo setor de epidemiologia da Secretaria Municipal de Saúde, Juliana Silva Castro, a dificuldade em vacinar esses 3% será maior que imunizar os 77% já atingido, já que boa parte das pessoas que ainda não tomaram a vacina está resistente, e por falta de informação acredita que a dose possa provocar algum tipo de dano para a saúde. ?A vacina é muito eficaz e protege a pessoa do vírus para o qual ela foi imunizada, ou seja, o fato de uma pessoa ter se vacinado não impede que ela tenha algum outro tipo de doença, como bronquite, pneumonia? explica Juliana. ?Todos os anos, as pessoas de 60 anos ou mais, são vacinadas de um tipo diferente de gripe, ou seja, com o passar dos anos, o organismo dessas pessoas vai sendo resistente a um grande número de agentes causadores da gripe, o que pode aumentar e muito a qualidade de vida dessas pessoas?, salienta a chefe do setor de epidemiologia.
Quem ainda não se vacinou, deve procurar o Posto de Saúde mais próximo. As unidades de saúde se encontram em vários bairros da cidade e ficam abertas de 7h30 ás 17h.
?Os idosos, ou mesmo familiares, que tiverem alguma dúvida sobre a eficácia da vacina contra a gripe podem se informar melhor em qualquer um dos postos de saúde do município, para que tenham certeza de que a imunização só faz bem?, encerra Juliana.

print
Comentários