Um método pioneiro de combate à obesidade começou a ser testado pelo Hospital das Clínicas de São Paulo. No procedimento é utilizado um dispositivo de plástico fino e maleável, em forma de tubo de 62 centímetros, colocado no duodeno por meio de uma endoscopia.
Com o procedimento, a comida vai mais lentamente do estômago para o intestino, provocando uma sensação de saciedade. Enzimas percorrem a lateral do tubo e atingem o alimento depois que ele sair do tubo. Dentro do tubo, o alimento não recebe as secreções liberadas pelo pâncreas e fígado, que só atingem a comida depois que ela percorreu todo o tubo. A digestão e a absorção dos alimentos não são completas. O resultado é a perda de peso.
Até agora o procedimento tem obtido excelentes resultados. A previsão é de que, até 2011, esse tratamento já poderá estar acessível. A metodologia também é testada nos Estados Unidos, Holanda e Chile. Todos os pacientes acima de 200 quilos que foram submetidos aos testes, obtiveram perda significativa de peso. Dados do IBGE afirmam que o excesso de peso atinge aproximadamente 40 milhões de brasileiros.

print
Comentários