MG-050 lidera ranking de acidentes com mortes nas rodovias mineiras

Foram registradas 110 mortes em 2013 e 2014. O maior número de ocorrências aconteceu em Divinópolis.

Foram registradas 110 mortes em 2013 e 2014. O maior número de ocorrências aconteceu em Divinópolis.

Nos últimos dois anos, a estrada mineira que mais teve acidentes com vítimas fatais no Estado foi a MG-050. A via, que liga a Região Metropolitana de Belo Horizonte a São Sebastião do Paraíso, na Região Sul, registrou 110 mortes em 2013 e 2014. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds).

Os números fazem parte do Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, por meio do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds). A base de informações são os Registros de Eventos de Defesa Social (Red’s), conhecidos como boletim de ocorrência.

O grande número de mortes na MG-050 chama a atenção. A rodovia foi concedida ao setor privado em 2007. O levantamento apontou que o maior número de ocorrências aconteceu em Divinópolis, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais. A AB Nascentes das Gerais informou, em nota, que os acidentes em 2014 com vítimas fatais no Sistema MG-050/BR-265/BR-491 apresentaram, na comparação com 2013, redução de 62 para 32 (cerca de 48%). O total de acidentes verificados, também na comparação entre 2013 e 2014, diminuiu 11% (1.614 em 2013 contra 1.428 em 2014), de acordo com a empresa.

Na terceira posição aparece a BR-265. A rodovia apresentou nos últimos dois anos, 65 mortes. A maior concentração das ocorrências foi em São João del Rey, na Região do Campo das Vertentes. Em seguida aparece outra rodovias estadual, a MGC-120. A via registrou 49 vítimas fatais em acidentes de trânsito. Rodovias como as Brs 116,040 e 262, segundo a Seds, apresentaram números inferiores as estradas citadas.

De acordo com o levantamento, ocorrências com automóveis lideram o número de mortes, sendo 36% do total. Batidas com motocicletas representaram 27%, caminhões 11%, caminhonetes 5% e ônibus 4%. A falta de atenção ao volante foi responsável pela maioria dos acidentes, segundo o levantamento. Ao todo, foram 19,75% do total. Em seguida vem a velocidade incompatível com a via, derrapagem, animal na pista e contramão de direção. 

Redação do Jornal Nova Imprensa

Imprimir

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

MG-050 lidera ranking de acidentes com mortes nas rodovias mineiras

Os números fazem parte do Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, por meio do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds), divulgado nesta quinta-feira.

Os números fazem parte do Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, por meio do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds), divulgado nesta quinta-feira.

O título de rodovia da morte mudou de endereço em Minas Gerais. Nos últimos dois anos, a estrada que mais teve acidentes com vítimas fatais no Estado foi a MG-050. A via, que liga a Região Metropolitana de Belo Horizonte a São Sebastião do Paraíso, na Região Sul, registrou 110 mortes entre 2013 e 2014. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) nesta quinta-feira (16). Os números fazem parte do Diagnóstico de Acidentes de Trânsito, por meio do Centro Integrado de Informações de Defesa Social (Cinds). A base de informações são os Registros de Eventos de Defesa Social (Red’s), conhecidos como boletim de ocorrência.

O grande número de mortes na MG-050 chama a atenção. A rodovia foi concedida ao setor privado em 2007. O levantamento apontou que o maior número de ocorrências aconteceu em Divinópolis. A AB Nascentes das Gerais informou, em nota, que os acidentes em 2014 com vítimas fatais no Sistema MG-050/BR-265/BR-491 apresentaram, na comparação com 2013, redução de 62 para 32 (cerca de 48%). O total de acidentes verificados, também na comparação entre 2013 e 2014, diminuiu 11% (1.614 em 2013 contra 1.428 em 2014), de acordo com a empresa.

Na terceira posição aparece a BR-265. A rodovia apresentou nos últimos dois anos, 65 mortes. A maior concentração das ocorrências foi em São João Del Rey. Em seguida aparece outra rodovias estadual, a MGC-120. A via registrou 49 vítimas fatais em acidentes de trânsito. Rodovias como as Brs 116,040 e 262, segundo a Seds, apresentaram números inferiores às estradas citadas.

De acordo com o levantamento, ocorrências com automóveis lideram o número de mortes, sendo 36% do total. Batidas com motocicletas representaram 27%, caminhões 11%, caminhonetes 5% e ônibus 4%. A falta de atenção ao volante foi responsável pela maioria dos acidentes, segundo o levantamento. Ao todo, foram 19,75% do total. Em seguida vem a velocidade incompatível com a via, derrapagem, animal na pista e contramão de direção.

Estado de Minas

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Deixe um comentário!

Atenção! Os comentários do portal Últimas Notícias são via Facebook, se deseja comentar esteja logado. Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a nossa opinião.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!