O Departamento de Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DER-MG) irá implantar 393 radares fixos em rodovias do Estado.

A MG-050, que corta Formiga, Divinópolis, Itaúna e outros municípios, será a rodovia estadual que terá o maior número de radares. Ao todo serão 33 equipamentos implantados. Outros 13 radares móveis também estarão disponíveis.

As MGs 030, 447 e 133 também receberão radares. Alguns deles já começam a funcionar nesta terça-feira (11). O número de radares é 63,7% maior em relação ao número de equipamentos implantados nas rodovias até 2014.

Além da habitual fiscalização da velocidade, os aparelhos podem registrar também o volume de tráfego das vias, cuja informação será usada para controle e manutenção das estradas. Parte dos radares oferecerá, ainda, dados com base na leitura da placa, para apoio à área de segurança pública. Com o detalhamento da situação do veículo será possível atuar pontualmente na identificação de veículos furtados, roubados e irregulares.

Histórico

A operação dos radares fixos nas rodovias estaduais está paralisada desde novembro de 2014 devido ao término do contrato. No mês de outubro do mesmo ano foi aberta uma licitação para a escolha de uma nova empresa, mas o certame acabou naufragando. O processo de licitação foi suspenso duas vezes pelo Tribunal de Contas de Minas Gerais (TCE) por suspeita de irregularidades.

Desde então, o controle de velocidade nas rodovias sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem (DER) vem sendo realizado por radares do tipo estático e operados pela Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRv).

O processo licitatório para definir a empresa que vai administrar o sistema já foi concluído no fim de junho e a vencedora, Consórcio MGTrans, tem 90 dias para providenciar a instalação dos equipamentos.

Na avaliação de especialistas, a instalação de novos equipamentos é uma medida necessária para reduzir a incidência de acidentes nas rodovias. “Os radares são garantia da operação da via nas condições em que ela foi projetada e que ela tem possibilidade de oferecer conforto e segurança. Ausência de radar significa ausência de segurança”, ressalta o engenheiro e consultor em trânsito Silvestre Andrade.

Segundo o DER, “os novos radares implicarão em uma total cobertura do Estado, abrangendo as 40 Coordenadorias Regionais do órgão”. O contrato com o Consórcio MGTrans, que vai operar os equipamentos, tem a duração inicial de 30 meses, prorrogáveis por igual período.

Atualizada às 09h30

 

Fonte: Sistema MPA/ Hoje em Dia||http://www.sistemampa.com.br/noticias/cidade/novos-radares-serao-instalados-na-mg-050/

print

Comentários