Minas Gerais recebe, nesta segunda-feira (3), mais doses de vacina contra a Covid-19: são as primeiras da Pifzer, além de um valor significativo de doses AstraZeneca.

No entanto, as remessas não incluem a vacina CoronaVac, em falta em algumas cidades, inclusive em Belo Horizonte, que interrompeu a imunização com a segunda dose em idosos de 67 a 64 anos.

A complementação do 16º lote contém 676.250 doses de Astrazeneca, indicadas para o início da vacinação de grávidas e puérperas e para prosseguir à vacinação de idosos entre 60 e 64 anos. No sábado, as primeiras doses desse lote chegaram: foram 30,4 mil vacinas CoronaVac, destinadas à segunda dose de 3% dos trabalhadores da Saúde e 6,20% das Forças de Segurança, e também à aplicação da primeira dose em 7,4% das Forças de Segurança. 

Além disso, chegam, hoje, 50.310 doses de vacinas da Pfizer, como 17ª remessa de imunizantes, para indivíduos com comorbidade.

Os lotes chegam à Rede de Frio, em Belo Horizonte a partir das 17h, conforme informou a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).

Fonte: O Tempo Online

Imprimir
Comentários