O número de ações penais relacionadas aos crimes de estelionato e furto praticados por militares aumentou, respectivamente, 95% e 55% em 2019 na comparação com o ano anterior. Os dados são do Superior Tribunal Militar (STM).

O levantamento se refere ao período de janeiro a novembro dos dois últimos anos e tratam de delitos julgados na primeira instância.

Nos julgamentos finalizados em 2018 e 2019, militares das três forças cometeram 46 e 90 estelionatos – fraudes com o objetivo de se obter vantagem indevida. Já os casos de furtos somam 54 no ano retrasado e 84 no ano passado.

Em 2019, o STM registrou 14 ocorrências de peculato (desvio de dinheiro público). No ano anterior houve 10 casos do tipo. Ou seja, um aumento de 40% na incidência.

Em 2018, a primeira instância da Justiça Militar julgou 11 episódios de falsificação de documentos contra nove no ano passado, uma queda de 18%.

Outros crimes que costumam ser apurados pela Justiça Militar registraram modesta queda na comparação entre 2018 e 2019.

A deserção (abandono do serviço militar sem aviso prévio) caiu 2,4% no comparativo anual.

 

Fonte: Blog do Matheus Leitão – G1 ||
print
Comentários