Por Priscila Rocha 

Um levantamento da Controladoria Geral da União (CGU) coloca Minas Gerais entre os estados brasileiros que mais deixam a desejar no que diz respeito ao cumprimento da Lei de Acesso à Informação (LAI).

Na lista do ranking da Escala Brasil Transparente (EBT), que avaliou os 26 estados e o Distrito Federal, Minas aparece na 22ª colocação. Com um uma nota de 7,12, o Estado que ficou abaixo da média que é de 7,94, está à frente apenas de Sergipe, Roraima, Acre, Bahia e Amapá.

A aplicação ocorreu entre os meses de julho a novembro de 2018, distribuída em três fases distintas: Avaliação, 1ª Revisão e 2ª Revisão. Pernambuco lidera a lista com uma note de 9,4 seguido por Rio Grande do Sul com 9,29 pontos e Distrito Federal com nota de 9,15 (Confira o ranking completo).

Na região Sudeste, Minas foi avaliado com o pior resultado entre os quatro estados. São Paulo e Espírito Santo empataram com a nota 7,93, seguidos por Rio de Janeiro com 7,14 e Minas com 7,12.

Com relação às capitais, Belo Horizonte está em 70º lugar no ranking de transparência, com a nota 8,94 pontos, acima da média das capitais, que foi 8,08.  Entre as capitais da região Sudeste, BH ficou com a segundo colocação. Vitória ficou em primeiro com 9,85 pontos, Rio de Janeiro em terceiro (6,77) e São Paulo quarto lugar (6,69).

Já o município de Formiga ficou com a 398º colocação entre os 665 municípios brasileiros avaliados. Com uma nota de 5,94 a cidade ficou abaixo da média que é de 6,50.

Imprimir

Comentários