Minas Gerais chegou aos 33 óbitos por Influenza A, sendo 20 por H1N1, em 2016. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (2) pela Secretaria de Estado da Saúde.

Outras duas mortes foram causadas pelo subtipo B e três casos não puderam ser confirmados. Com seis vítimas fatais, a cidade de Campo Belo lidera o triste ranking.

Com isso, o número de mortes causadas pelo H1N1 passa a ser 10 vezes mais alto do que os dados registrados no ano passado. Ao todo, 15 pessoas faleceram em 2015 devido aos diversos tipos de vírus influenza no Estado.

Até o momento foram notificados 2.302 casos de SRAG, sendo 1195 (51,9%) com amostra coletada e processada. Dos casos com amostras processadas, 12,2% (146) foram classificados como SRAG por Influenza e 1,2% (14) como outros vírus respiratórios.

Dos casos associados à Influenza, 93,8% (90) eram Influenza A e 6,8% (10) Influenza B. Naqueles em que foi identificado o vírus A, o subtipo A(H1N1)pdm09 é o de maior proporção com 59,3% (80) e outros 39,3% (53) eram Influenza A não subtipado.

IMPRIMIR

Fonte:

Hoje em Dia