Após receber o comunicado do Ministério da Saúde autorizando a vacinação contra a Covid-19 apenas em adolescentes com comorbidades, o Governo de Minas consultou órgãos responsáveis e decidiu que todas as faixas etárias e grupos vão receber as doses da vacina. Belo Horizonte também seguirá a mesma linha.

O Secretário de Saúde do estado, Fábio Bacchretti, informou em entrevista que a Anvisa reafirmou a segurança da vacina para os adolescentes: “A Anvisa afirmou que não existe nenhuma restrição técnica da vacina para este grupo. Diante disso, Minas está liberando pela deliberação que já existia, a vacinação de todos os adolescentes, com ou sem comorbidades”, afirma.

Anvisa não indica restrições

“O que depende agora é o envio de mais vacinas para iniciar a imunização deste grupo”, completa o secretário. Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais informou mais detalhes desta decisão, veja: 

A (SES-MG) esclarece que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) reafirmou nesta quinta-feira (16/9) que a vacina da Pfizer contra a COVID-19 é segura para os adolescentes de 12 a 17 anos. 

Diante disso, permanecem em vigor as orientações previstas na Deliberação CIB-SUS/MG Nº 3.508, de 3 de setembro de 2021, que aprova o uso do imunizante da Pfizer para vacinação contra covid-19 de todos os adolescentes de 12 a 17 anos, bem como para dose de reforço no Estado de Minas Gerais. 

É importante ressaltar que a vacinação contra a Covid-19 e avanço para esta etapa da campanha depende da disponibilidade de doses da vacina por parte do governo federal. Além disso, o Secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, informou que a capital seguirá com a vacinação deste grupo: “a nota da Anvisa é muito clara dizendo que não há contraindicação para vacinar adolescentes sem comorbidades.

Se houver disponibilidade de vacinas, eles serão vacinados sem dúvida alguma”, afirma. Jackson explica: “ a nossa ideia é imunizar pessoas ainda mais jovens, porque sabemos que vacinar este público é extremamente importante para poder controlar a transmissão, pois também circulam pela cidade, e são pessoas importantes a serem vacinadas”. “Este público será vacinado assim que houver disponibilidade de mais vacinas”, completa o Secretário Municipal.

Fonte: Estado de Minas

print
Comentários