Pela primeira vez, Minas terá um Circuito de Presépios e Lapinhas, permitindo a visita de mais de 250 decorações natalinas em 150 diferentes cidades do Estado.

Criado pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG), o circuito contará com um guia online com endereços e horários para visitação.

O Circuito de Presépios e Lapinhas é uma iniciativa em rede para proteger a memória da Folia de Reis como forma de promover a celebração na noite do dia 5 para o dia 6 de janeiro e comemorar o reconhecimento das folias de Minas como patrimônio cultural do Estado.

Em Minas, a tradição dos presépios está presente desde o século 18, com muitos deles montados nos chamados oratórios-lapinhas, encontrados nas regiões de Santa Luzia e Sabará.

Várzea da Palma, no Norte de Minas Gerais, tem nove presépios cadastrados no guia online e destaca-se por possuir o maior número de espaços abertos aos visitantes. Em seguida aparecem Carmo do Cajuru (Oeste) com oito; Jaboticatubas (Metropolitana) e Medina (jequitinhonha), com sete; Oliveira (Oeste) com seis; e outros três municípios com cinco: Barão de Cocais (Metropolitana), Piranguçu (Sul) e Jequitinhonha.

Na capital mineira, os espaços que compõem o Circuito Liberdade, o Palácio Cristo Rei e o Servas, igualmente acolhidos na Praça da Liberdade, também recebem presépios que podem ser visitados pelo público durante o Natal.

O Centro de Arte Popular Cemig e o MM Gerdau Museu das Minas e do Metal foram além e organizaram exposições de presépios, reunindo peças de diversos autores em seus espaços.

No dia 6 de janeiro de 2017, uma grande festa vai reunir diversos grupos de Folias de Reis, encerrando a programação do Natal. Será um dia especial, em que as Folias irão visitar os espaços que integram o Circuito de Presépios, passando pela Praça da Liberdade e convidando o público para participar da festa da cultura popular.

IMPRIMIR

Fonte:

Segov e O Tempo