Minas Gerais se prepara para receber crianças do Amazonas, que enfrenta um colapso no sistema de saúde por conta do aumento do número de pacientes com Covid-19, inclusive com a falta de oxigênio nos hospitais. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (15) pelo governador Romeu Zema (Novo), nas redes sociais. 

“Disponibilizaremos leitos de UTI pediátrico para atender as crianças do Amazonas. Equipes de saúde estão operacionalizando o transporte das crianças para Minas. Nós, mineiros, que já fomos muito ajudados em momentos de dor, estamos solidários”, publicou o gestor.

Em visita a Juiz de Fora, na Zona da Mata, Zema disse que o Estado está acertando com o governo do Amazonas para que leitos de UTI’s infantis sejam disponibilizados e cedidos para os amazonenses. 

“Vamos receber pacientes infantis em Minas Gerais para que o Estado do Amazonas tenha um certo alívio da sobrecarga deste momento. É hora de unirmos esforços”, disse.

Em nota, o secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirmou que a ajuda só é possível graças à baixa ocupação dos leitos pediátricos em Minas.

“Recebemos a solicitação do Ministério da Saúde para socorro ao Amazonas. Neste momento, a secretaria está se preparando para receber essas crianças”, reforçou.

Nesta sexta-feira, o Amazonas solicitou a transferência de 60 bebês prematuros para outros estados. Eles serão levados em aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) de maneira preventiva. As crianças não estão infectadas pelo novo coronavírus.

Fonte: Hoje em Dia

Imprimir
Comentários