Um morador de Barbacena, na Zona da Mata, de 58 anos de idade, é suspeito de fraudar a Previdência Social. Segundo a Polícia Federal (PF), as investigações apontaram que o homem recebia 21 benefícios do INSS. No total, ele recebia R$ 25 mil em benefícios do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) todos os meses.
Cinquenta homens da PF e do Serviço de Inteligência do INSS cumpriram seis mandados de busca e apreensão na agência do órgão e em casas de pessoas suspeitas de envolvimento nas fraudes. Computadores e aparelhos eletroeletrônicos foram apreendidos.
Segundo a PF, documentos sigilosos, que não poderiam sair do local de trabalho, foram encontrados na casa de um funcionário da agência.As investigações mostraram que certidões de nascimento, casamento e óbito eram falsificadas. Esses documentos seriam usados para pedir pensão por morte, aposentadoria por invalidez e auxílio-doença.
As investigações começaram há cinco meses, depois de uma denúncia anônima feita à Previdência Social, em Brasília. Todo o material apreendido será analisado.
A PF quer identificar outros suspeitos de participar das fraudes. Um inquérito administrativo foi instaurado.

Imprimir
Comentários