Existe motivo para reclamação da falta de chuva no Sudeste? Sim, deveria estar chovendo bem mais, pois estamos em janeiro e as médias de chuva para este mês são elevadas na região.

Desde o início de 2019 tem chovido menos em toda a região Sudeste. Apenas São Paulo está numa situação um pouco melhor na comparação com o Espírito Santo, Minas Gerais e o Rio de Janeiro. Ainda assim no estado de São Paulo, a chuva tem acontecido de maneira irregular, ou seja, nem todas as áreas têm recebido os temporais de fim de tarde.

O que está acontecendo?

“A Alta Subtropical do Atlântico Sul (ASAS) ganhou força no começo do ano e reduziu as áreas de instabilidade, consequentemente a nebulosidade e a frequência da chuva na região Sudeste”, explica a meteorologista Josélia Pegorim. “A intensificação da ASAS já pode ser considerado um efeito do processo da formação do El Niño”, completa a meteorologista.

Muitas horas de sol forte e pouca chuva têm feito as temperaturas ficarem altas e o calor intenso está chamando a atenção e incomodando muita gente.

A menor quantidade de chuva observada até agora, em pouco mais de 15 dias, foi sobre o Espírito Santos, os Vales do Rio Doce e Jequitinhonha. Também quase não choveu na cidade do Rio de Janeiro desde o começo do ano.

Déficit de chuva é maior em Vitória e no Rio de Janeiro

Com relação às capitais, o déficit de chuva está em 94% da média de janeiro em Vitória, 78% em Belo Horizonte e 53% em São Paulo, até quinta-feira (17), segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). No Rio de Janeiro o déficit chega a 95% da média mensal, levando em conta a estação do bairro da Saúde, de acordo com as medições do Alerta Rio-Prefeitura do Rio de Janeiro.

Quais áreas ainda vão sentir a falta de chuva?

A segunda quinzena de janeiro ainda deve ser marcada por tempo seco ou pouca chuva no noroeste de Minas Gerais, nos Vales do Jequitinhonha e Doce e norte do do Rio de Janeiro.

A chuva pode ser mais frequente em São Paulo, no centro-sul de Minas Gerais e no centro-sul do Rio de Janeiro na próxima semana.

 

 

Fonte: Climatempo||

Imprimir

Comentários