Uma cerimônia realizada nesta terça-feira (30), no Ministério da Justiça e Segurança Pública, marcou o Dia Mundial e Nacional de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas. Durante o evento, o ministro Sergio Moro assinou  um termo de cooperação com o Ministério Público do Trabalho para combater o tráfico de pessoas.

Em discurso,  Moro disse que esse tipo de crime é tão danoso para sociedade quanto o tráfico de drogas e armas, e que os países devem se unir para combatê-lo.

A ONU estima que o tráfico de pessoas atinge cerca de 2,5 milhões de pessoas em todo mundo e movimenta 32 bilhões de dólares.

A cada ano, 25 mil pessoas são vítimas da prática, de acordo com o órgão.

Assim como em todo mundo, no Brasil mulheres e meninas são a grande parte das vítimas. Muitas vezes para exploração sexual e trabalho forçado. 1/3 das vítimas de tráfico de pessoas é formado por menores de idade. E,  mulheres e meninas representam 71% .

No Brasil e no mundo, está em vigor a campanha coração azul. O objetivo  é chamar a atenção para a situação das vítimas do tráfico de pessoas e destacar a importância da proteção dos seus direitos.

Quem quiser participar da campanha nas redes sociais, o caminho são as hashtags  #TodosContraOTraficoDePessoas e #SomosLivres.

O tráfico de pessoas é crime, que ocorre com a comercialização de seres humanos para exploração sexual, trabalho escravo, remoção de órgãos ou partes do corpo e adoção ilegal.

Você também pode ajudar denunciando pelo telefone Disque 100.

 

Fonte: Repórter Nacional – Agência Brasil||http://radios.ebc.com.br/reporter-nacional/2019/07/ministerio-da-justica-e-seguranca-publica-quer-intensificar-combate-ao

Imprimir

Comentários