A assessoria da Santa Casa de Caridade de Formiga divulgou nota nesta terça-feira (16) referente ao encontro para discutir sobre os convênios do hospital com as Prefeituras dos nove municípios da microrregião de abrangência na área da saúde. A reunião ocorreu na sede do Ministério Público, no dia 22 do mês passado.

Estiveram presentes representantes de Formiga, Bambuí, Pimenta, Medeiros, Iguatama, Córrego Fundo, Córrego Danta, Pains e Tapiraí.

O encontro contou ainda com a presença do provedor/administrador judicial da Santa Casa de Formiga, Sidney Ferreira; do gerente geral, José Orlando Fernandes Reis, e da promotora Clarissa Gobbo.

Na ocasião, foi debatido sobre o déficit mensal do hospital que gira em torno de R$300 mil, para cobrir os procedimentos de saúde dos nove municípios da microrregião. Além disso, o hospital atende a 54 municípios da macrorregião nos serviços de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), tanto adulto quanto infantil.

O Ministério Público e a Santa Casa de Formiga apresentaram uma proposta para os municípios formalizarem um convênio a fim de complementar as despesas com os atendimentos prestados pelo hospital. Assim, foi acordado um prazo, até o dia 29 de maio, para os municípios darem uma resposta ou apresentarem uma contraproposta para o convênio.

Até o momento, apenas a Prefeitura de Córrego Fundo se manifestou e assinou o convênio. O Ministério Público e a Santa Casa de Formiga aguardam os demais municípios da microrregião formalizarem a proposta para a manutenção dos serviços.

Assessoria Santa Casa

print
Comentários