Ministro admite racionar energia se nível de reservatórios cair a 10%

Dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS) apontam que reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%

Dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS) apontam que reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%

O ministro Eduardo Braga (Minas e Energia) disse nesta quinta-feira (22) que um racionamento de energia elétrica será decretado caso o nível dos reservatórios chegue ao limite chamado de prudencial, estabelecido em 10%.
É claro que se tivermos de tomar uma medida prudencial nós tomaremos. Se atingirmos 10% é o limite prudencial, disse. Nenhum reservatório de hidrelétrica pode funcionar com menos de 10% de água. Ele tem problemas técnicos que impedem que as turbinas funcionem. Portanto não é no Sudeste. É em qualquer lugar, destacou.
De acordo com os dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS), os reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%.
O Nordeste está com 17,18% e o Norte com 35,2%. Apenas a região sul apresenta indicadores melhores, com 67,17%.
Durante a tarde desta quinta (22), Braga esteve reunido com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, para tratar o assunto.
Estamos também muito preocupados com a situação hidrológica. Inclusive amanhã [sexta, 23] teremos uma reunião na casa Civil com a ANA (Agência Nacional de Águas), o Ministério do Meio Ambiente, de Ciência e Tecnologia e outros, porque o nível hidrológico chegou a níveis mínimos em várias regiões, explicou.
Estamos fazendo um acompanhamento muito de perto. Por causa das hidrelétricas e por questões de abastecimento, completou.
Braga disse que a reunião da tarde desta quinta (22) foi uma preliminar para o encontro desta sexta-feira (23), quando será elaborado plano de ações e detalhados cenários possíveis.

Imprimir
Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Ministro admite racionar energia se nível de reservatórios cair a 10%

Dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS) apontam que reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%.

Dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS) apontam que reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%.

 

O ministro Eduardo Braga (Minas e Energia) disse nesta quinta-feira (22) que um racionamento de energia elétrica será decretado caso o nível dos reservatórios chegue ao limite chamado de “prudencial”, estabelecido em 10%.

“É claro que se tivermos de tomar uma medida prudencial nós tomaremos. Se atingirmos 10% é o limite prudencial”, disse. “Nenhum reservatório de hidrelétrica pode funcionar com menos de 10% de água. Ele tem problemas técnicos que impedem que as turbinas funcionem. Portanto não é no Sudeste. É em qualquer lugar”, destacou.

De acordo com os dados mais recentes publicados pelo site Operador Nacional do Sistema (ONS), os reservatórios no Sudeste/Centro-Oeste, os mais importantes para geração hídrica no país, estão em 17,43%.

O Nordeste está com 17,18% e o Norte com 35,2%. Apenas a região sul apresenta indicadores melhores, com 67,17%.

Durante a tarde desta quinta (22), Braga esteve reunido com o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, para tratar o assunto.

“Estamos também muito preocupados com a situação hidrológica. Inclusive amanhã [sexta, 23] teremos uma reunião na casa Civil com a ANA (Agência Nacional de Águas), o Ministério do Meio Ambiente, de Ciência e Tecnologia e outros, porque o nível hidrológico chegou a níveis mínimos em várias regiões”, explicou.

“Estamos fazendo um acompanhamento muito de perto. Por causa das hidrelétricas e por questões de abastecimento”, completou.

Braga disse que a reunião da tarde desta quinta (22) foi uma preliminar para o encontro desta sexta-feira (23), quando será elaborado plano de ações e detalhados cenários possíveis.

Redação do Jornal Nova Imprensa O Tempo

Comentários

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!