O ministro da Educação, Milton Ribeiro, pede que os estudantes voltem às aulas presenciais. Segundo Ribeiro, as escolas fechadas geram impactos negativos a essa geração e às gerações futuras. Ele fez um pronunciamento em rede nacional na noite dessa terça-feira (20).

Milton Ribeiro citou pesquisas de órgãos internacionais apontando que o fechamento de escolas traz consequências, como a perda de aprendizagem e da qualificação para o trabalho, além do abandono escolar. Ele também falou de países que voltaram com as aulas presenciais ainda em 2020, quando não havia vacinação. 

O ministro disse que o fechamento e a abertura das escolas no Brasil ficaram a critério dos Estados e municípios. Ainda de acordo com Milton Ribeiro, se a escolha dependesse dele já teria determinado o retorno às aulas presenciais. “O Ministério da Educação não pode determinar o retorno presencial das aulas, caso contrário eu já teria determinado, mas não o retorno a qualquer preço. Fornecemos protocolos de biossegurança sanitários a todas as escolas. O governo federal desde o início da pandemia trabalha para garantir que esse retorno seja seguro para todos. Estamos preparados. A vacinação de toda a comunidade escolar não pode ser condição para a abertura das escolas. Não podemos mais adiar esse momento, o retorno às aulas presenciais é uma necessidade urgente.”

Por lei, os Estados têm autonomia para decidir sobre volta às aulas na rede estadual e as prefeituras, na rede municipal.

Fonte: Itatiaia

print
Comentários