Extrapolando os assuntos relacionados à doação de lotes para a Santa Casa, o prefeito Moacir Ribeiro fez importantes revelações à respeito do rumo de sua administração na manhã dessa segunda-feira (27), durante a entrega do projeto de lei ao Legislativo, por meio do qual a Prefeitura pretende tornar legal o repasse de 100 terrenos para a entidade de saúde.
Sobre o projeto, Moacir pediu apoio dos vereadores e avisou que a Casa tem até a próxima semana, para votá-lo. Do contrário, o prefeito convocará uma extraordinária para que sejam analisadas essa matéria e outras de interesse da comunidade, que tramitam na Câmara. A entrega foi feita ao presidente da Câmara, Evandro Donizeth da Cunha (Piruca), que prometeu empenho e convocou os demais vereadores a apoiar a proposta.
Sobre a administração municipal, Moacir falou sobre ações drásticas que deverá tomar nos próximos dias para equilibrar as finanças do município, garantindo que precisará demitir/dispensar vários funcionários que ocupam cargos por meio de contrato e que reduzirá os valores de comissão de profissionais que ocupam cargos de confiança, sem o que, não há condições de minorar o problema financeiro hoje existente. ?O aperto não é só nosso, isso hoje ocorre em todos os municípios do país, mas sou prefeito de Formiga e tenho que me preocupar é com o que aqui acontece? disse.
O prefeito disse ainda, talvez já contando com uma provável reeleição, que neste mandato, não enviará mais à Câmara, projetos de lei que revisem a Planta de Valores do município. De acordo com Moacir, a rejeição das propostas que reavaliariam os valores dos imóveis da cidade no ano passado, e que aumentariam substancialmente a arrecadação municipal, é a principal causa dos graves problemas financeiros do município. Na oportunidade, lembrou aos presentes sua fala recente em solenidade pública na Santa Casa que, ao criticar o Poder Legislativo, gerou a intempestiva saída de vereadores que lá se encontravam. Desculpou-se com o vereador Pastor Manoel, justificando que ?jamais se referiu a ele?, que reconhece que ele batalhou em prol da aprovação do projeto, por se tratar de alguém que se preocupa com o social.
A entrega dos projetos aconteceu no plenário da Câmara e contou com a presença de quase todo o secretariado, dentre estes, anotamos: (Erasmo Espíndola (ouvidor); Elizane Ana da Cunha (Educação); Gonçalo Faria (Desenvolvimento; Rafael Tomé (Planejamento); Carlos Alberto Sales (Desenvolvimento Humano); Antônio Alvarenga (Fazenda); Maria Inês e Maiára de Freitas (Saúde); Ney Araujo (Saae); André Gouveia (Educação); Flávio Pinto (Comunicação); Emerson Oliveira (Relações Institucionais).
Evandro Donizeth- Piruca (presidente da Câmara) recebeu os projetos das mãos de Moacir e decorridos alguns minutos de iniciada a fala do prefeito, os vereadores Zezinho Gaiola (líder do Prefeito) e Meirinha (companheira de partido ? PMDB) chegaram ao recinto e quase ao final apareceu o vereador Pastor Manoel. Os demais (Mauro César, Arnaldo Gontijo, Luciano do Trailer, Cabo Cunha, Juarez Carvalho e Josino Bernardes de Castro, não participaram do ato público.

Confira parte das declarações do prefeito e do presidente da Casa durante a entrega dos projetos.

print
Comentários