Lorene Pedrosa*

A rua Monsenhor José Aparecido, localizada no bairro São Luís, é mais uma das vias que, por falta de manutenção por parte da administração municipal está tomada pelo mato, o que provoca vários problemas para os moradores.

A situação que se arrasta há meses tem preocupado quem vive e quem passa pelo local.

Na via há vários lotes que não estão de acordo com o código de posturas do município que prevê que tais imóveis devem permanecer limpos, murados ou cercados sob pena de multa em caso de descumprimento. A construção de meio fio também é obrigatória.

Com o matagal, a rua se tornou escura e perigosa à noite. Moradores reclamam que é impossível usar as calçadas, que estão tomadas pelo mato, o que coloca a vida das pessoas em risco por precisarem passar pela pista de rolamento e disputar lugar com automóveis. Além disso, a falta de manutenção na via e nos lotes tem provocado o aparecimento constante de ratos, aranhas e escorpiões que invadem as casas, onde há inclusive crianças.

Em contato com os moradores, eles confirmaram que, por diversas vezes, já estiveram na sede da Secretaria de Gestão Ambiental solicitando a limpeza da rua e nenhuma resposta foi dada, nem sequer uma previsão para que o problema seja solucionado.

O Últimas Notícias entrou em contato com a administração municipal para saber quando a limpeza da rua será realizada. Segundo a Prefeitura, após ser cientificada pelo jornal sobre o problema, a secretária de Gestão Ambiental, Giovana Borges enviou funcionários até o local para analisarem a situação e já determinou a inserção da via no cronograma de trabalhos da pasta, porém não soube precisar a data em que o serviço será realizado.

Ainda segundo a Prefeitura, como na via há muitos lotes em situação irregular com relação à limpeza e manutenção, a secretária solicitou que a Secretaria de Regulação Urbana notifique os proprietários dos imóveis para que providenciem a regularização dos lotes.

Imprimir
Comentários