Faleceu na tarde dessa quinta-feira (25), aos 89 anos, o advogado e ex-vereador de Formiga, Paulo Lopes.

O corpo será velado na Funerária do Marquinho e o sepultamento ocorrerá na tarde dessa sexta-feira (26), no Cemitério Parque da Saudade.

Em 2011, Paulo foi homenageado pela Câmara Municipal de Formiga, em reconhecimento pela sua contribuição para a melhoria da democracia formiguense. Foi ele que instituiu a Tribuna do Povo no Legislativo.
Também é dele a autoria da lei Pró-Rio, de 1989, que jamais foi cumprida, referente a preservação do rio Formiga.

O ex-vereador nasceu em Pimenta, onde viveu toda a sua infância e juventude. Casou-se com Doraci aos 21 anos. Em meados de 1960, mudou-se para Perdões. Era funcionário público, trabalhou no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o que lhe permitia se transferir para outras cidades. Em 1963, veio para Formiga, onde nasceu a 10ª filha. Paulo Lopes resolveu se instalar definitivamente no município.
Com os filhos crescidos e bem encaminhados, o ex-vereador prestou vestibular nas Faculdades Integradas do Oeste de Minas (Fadom), em Divinópolis, e se graduou em direito. Ao se aposentar como servidor público, resolveu exercer a profissão pela qual se apaixonou. Foi presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e exerceu o cargo de vereador por dois mandatos, sendo presidente da Câmara em um deles.

Imprimir

Comentários