Morreu na tarde desta terça-feira (22) o piloto da aeronave de pequeno porte que caiu em uma rua do bairro Caiçara, na Região Noroeste de Belo Horizonte. O acidente aconteceu nessa segunda-feira (21). Allan Duarte de Jesus Silva, de 29 anos, teve quase 100% do corpo queimado.

Além dele, outras três pessoas morreram no acidente. Dois homens continuam internados no Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

De acordo com a família dele, Allan era piloto há dez anos. Ele vivia em Nova Serrana, onde trabalhava para um empresário.

O voo dessa segunda seria um serviço que Allan prestou para o dono da aeronave, Srrael Campras dos Santos, de 33 anos, que também está internado.

Por volta das 8h14 desta segunda-feira, o avião de pequeno porte, prefixo PR-ETJ, caiu na Rua Minerva.

O local da queda fica a 1,3 quilômetro da cabeceira do Aeroporto Carlos Prates, que opera voos particulares e é dedicado à formação de pilotos. A aeronave tinha acabado de decolar do terminal, com destino a Ilhéus (BA).

Outros mortos

  1. Pedro Antônio Barbosa, de 54 anos, era pedreiro, morava em Venda Nova, e chegava para um trabalho no Caiçara. Ele morreu dentro de um dos carros que foram carbonizados.
  2. Paulo Jorge de Almeida, de 61 anos, também era pedreiro, vizinho de Pedro e o acompanhava para o mesmo trabalho. Ele já estava fora do carro quando foi atingido pelo avião.
  3. Hugo Fonseca da Silva, de 38 anos, era passageiro do avião e ficou preso nas ferragens da aeronave.
    Feridos

    1. Srrael Campras dos Santos, de 33 anos, era o dono do avião. Ele também está internado no João XXIII com 32% do corpo queimado.
    2. Thiago Funghi Torres, de 32 anos, era o quarto ocupante do avião. Ele é o terceiro internado no mesmo hospital com 55% do corpo queimado.

O piloto Allan Duarte de Jesus Silva, de 29 anos, que teve mais de 90% do corpo queimado após a queda de um avião no bairro Caiçara, morreu na tarde desta terça-feira (22). O óbito foi confirmado pela Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig), responsável pelo Hospital João XXIII, onde ele estava internado em estado gravíssimo.

 

Fonte: G1 ||
Imprimir
Comentários