A rede Prevent Senior diz ter registrado nesta quinta-feira (19) a quinta morte pelo coronavírus em São Paulo. A operadora de saúde não informou em qual hospital ocorreu a morte.

A operadora não revelou mais informações sobre o perfil do paciente, mas informou que 33 pacientes estão na UTI, sendo que 12 tiveram exames confirmados para a doença Covid-19. Os outros 21 aguardavam o resultado do exame.

Em nota, a Prevent Senior diz ainda que há 90 pacientes “em acomodação apartamento, sendo 16 positivos para Covid-19 e 74 aguardando resultado do exame”.

Ao todo, país vai a 7 casos de morte em decorrência do Coronavírus no Brasil. No Rio de Janeiro, duas mortes foram confirmadas nesta quinta-feira (19).

As três mortes confirmadas na quarta (18) são de homens, com problemas de saúde anteriores e idades de 65, 81 e 85 anos, segundo o órgão. Todos foram atendidos em hospital privado da capital paulista. O paciente de 81 anos é morador do município de Jundiaí e os demais de São Paulo.

O primeiro caso no Brasil de morte de pessoa infectada pelo novo vírus (Sars-Cov-2) foi confirmado na terça-feira (17) na capital paulista. Já no começo da tarde desta quarta-feira (18) outras duas mortes foram registradas por uma rede de hospitais particulares de São Paulo, e os registros foram confirmados pela secretaria.

O estado de São Paulo também registrou 240 casos confirmados da doença, segundo balanço desta quarta-feira (18). Trata-se de um aumento de 46% em relação ao balanço anterior, que confirmava 164 casos.

Mortes no RJ

A Secretaria de Saúde do RJ confirmou nesta quinta-feira (19) a segunda morte por coronavírus no estado. O paciente é um homem de 69 anos, morador de Niterói, diabético e hipertenso, que morreu na terça (17). A contraprova do exame deu positivo e foi divulgada no início da tarde.

A outra morte por coronavírus foi confirmada pela manhã, quando saiu o resultado da contraprova de uma mulher de Miguel Pereira, de 63 anos. Ela também morreu na terça e tinha os mesmos problemas de saúde: diabetes e hipertensão.

O idoso que morreu em Niterói apresentou os primeiros sintomas, como febre, tosse e mialgia na quarta (11). Ele teve contato com caso confirmado que viajou para o exterior. O material para análise deu entrada no Lacen (Laboratório Central Noel Nutels) nessa quarta e foi confirmado no início da tarde.

Fonte: G1

Imprimir
Comentários