A mulher do cantor Pedro, Thaís Gebelein, postou nesta terça-feira (1º) em seu perfil no Twitter um pedido para que os fãs do artista mudem a expressão pela qual têm demonstrado apoio à recuperação do paciente. Vamos mudar o #forçapedro para #acordapedro??? Quem sabe ele acorda mais rapido de ouvir o Brasil gritando por ele? 😉 bjs, escreveu no começo da tarde.
Otimista, Thaís também mostrou confiança na recuperação do marido. Ela chegou a falar que já considera a recuperação dele como um milagre. Gente! Pedro ta bem, superficializando cada vez mais graças a Deus! Equipe médica animada!!! Mto feliz por ver esse milagre de perto!, escreveu. (O G1 manteve o texto original escrito por Thaís, que utiliza abreviações e símbolos normalmente usado nas redes sociais.)
O cantor segue internado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo. O jovem chegou ao hospital na última quinta-feira (26), transferido de um hospital de Goiânia. Seu estado de saúde é grave, porém estável. Nesta segunda-feira (30), segundo os médicos, exames apontaram uma avaliação neurológica positiva.
Pedro apresentou reações a exames feitos pelos médicos nesta segunda ? entretanto, segundo o médico Roberto Kalil Filho, que coordena a equipe que cuida do paciente, a reação não indica que o jovem já tenha algum nível de consciência. Apesar de a sedação ter sido suspensa completamente no domingo, (29), ainda há remédios na circulação de Pedro, e não há previsão para que ele acorde.
O filho do cantor Leonardo também ainda tem inchaço no cérebro, mas a pressão intracraniana parou de subir. Ele sofreu um acidente de carro no dia 20 de abril, quando ele voltava de um show em Minas Gerais. Pedro ainda respira com a ajuda de aparelhos.
Nesta segunda, Pedro recebeu a visita do padre Antônio Maria. Ele está fazendo um esforço, a gente sente. Eu digo, ´Pedro, aperta a minha mão´, e ele fazia esforço, não só para apertar minha mão, mas parece que ele queria sair de um sono. Ele está entendendo. Com certeza está ouvindo, afirmou o padre.
Contando ser amigo da família, Padre Antônio Maria disse ter tido a chance de cantar Ave-Maria ao lado da cama de Pedro na UTI. A impressão que o paciente deixou no religioso foi positiva. Ele está com um bom aspecto, nem parece doente. Com toda certeza, ele sairá dessa, disse, completando que, para ele, Pedro é como se fosse um sobrinho.

Imprimir
Comentários