A Concessionária Nascentes das Gerais, empresa que administra a via em regime de Parceria Público-privada concedida pelo Governo de Minas, dará início ao 17º trecho de terceira faixa no Sistema MG-050/BR-265/BR-491, nesta quarta-feira (16), em São Sebastião do Paraíso. Dessa vez, as obras serão realizadas entre os quilômetros 393,13 e 393,75.
O investimento é de R$ 240 mil e a previsão para conclusão das intervenções é outubro deste ano. Haverá a criação de 30 empregos. De acordo com o departamento de engenharia da empresa, por enquanto, não haverá necessidade de interrupção do tráfego. Mesmo assim, a recomendação é que os motoristas prestem atenção na sinalização e reduzam a velocidade no local em que ocorrem os trabalhos.
Na extensão da MG-050 entre Piumhi e São Sebastião do Paraíso, está em curso a construção de mais seis terceiras faixas. O investimento total na região nessas obras é de cerca de R$ 5 milhões. Na BR-491, próximo à rodoviária de São Sebastião do Paraíso, a Concessionária Nascentes das Gerais executa a duplicação da rodovia, entre os quilômetros 1,5 e 4,45, com investimento de R$ 12 milhões. ?Quem passa pelo Sistema MG-050 confere na prática o ritmo dos trabalhos. As obras vão aumentar a capacidade da rodovia, melhorando a fluidez do tráfego?, diz o diretor-presidente da Concessionária Nascentes das Gerais, Emerson Bittar.
Essa mais nova obra integra o pacote de R$ 110 milhões de investimentos que a Concessionária Nascentes das Gerais aporta na rodovia em 2010. Atualmente, há 17 frentes de trabalho ao longo da rodovia para a construção de aproximadamente 23 quilômetros de terceiras faixas em Itaúna, Carmo do Cajuru, Divinópolis, Formiga, Piumhi, Capitólio, Pimenta, Passos e São Sebastião do Paraíso. Também acontecem as duplicações do perímetro urbano da MG-050 em Mateus Leme e Formiga.
O Sistema MG-050/BR-265/BR-491 tem 371,4 quilômetros de extensão e liga Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a São Sebastião do Paraíso, na divisa entre Minas Gerais e São Paulo. É a principal rodovia do Centro-Oeste e do Sudoeste de Minas Gerais. Desde junho de 2007, a malha viária é administrada por meio da primeira Parceria Público-Privada (PPP) do setor de infraestrutura rodoviária do Brasil e desenvolvida pelo Governo de Minas. Até o momento, a Nascentes das Gerais investiu cerca de R$ 180 milhões em todo o trecho.

Imprimir
Comentários