Após mais de cinco horas de depoimento, a adolescente Nayara Rodrigues, de 15 anos, afirmou ao delegado Sergio Luditza, do 6º distrito policial de Santo André, e ao promotor Antonio Nobre que Lindemberg Alves, de 22 anos, não atirou antes da invasão dos policiais ao apartamento onde ela e a amiga Eloá Pimentel eram mantidas reféns por ele.
Ainda segundo Nayara, sua mãe não havia dado autorização para que ela entrasse novamente no apartamento após ser libertada pelo seqüestrador. Segundo Nayara, ela tinha autorização apenas para tentar negociar a libertação da amiga.

print
Comentários