A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) passou a disponibilizar nessa segunda-feira (3) a solicitação de parcelamento de contas em atraso por meio da internet e telefone. Até então, a negociação de débitos era feita apenas presencialmente. Atualmente, a empresa tem cerca de 6% da cartela de clientes com alguma pendência financeira.

De acordo com a Cemig, a proposta é ampliar os canais de atendimento e reduzir a taxa de inadimplência, que hoje está 50% maior se comparada com a de 2015. O consumidor poderá pedir o parcelamento em até 24 vezes com uma entrada média de 15% do valor devido, com parcelas no valor mínimo de R$45.

Novos canais 
Se você precisa negociar uma dívida com a Cemig, pode acessar o Cemig Atende pelo site da companhia. Em seguida, deve efetuar login e procurar, na barra de pesquisa, por parcelamento.

Segundo a Cemig, o parcelamento online não funciona para renegociações. Além disso, o cliente deve possuir débitos em apenas uma instalação e não pode estar cadastrado em cobranças para terceiros na fatura de energia (doações). O consumidor também não poderá fazer transferência de débito de uma instalação para outra quando o cliente possuir duas unidades ligadas em seu nome.

Outra novidade é a negociação por meio telefônico, a partir do 0800 721 7003. O número é exclusivo para negociação de débitos e está disponível de nove às 21 horas, de segunda a sexta-feira, e de nove às 15 horas, aos sábados.

A negociação via aplicativo e totens de autoatendimento estão em fase de implantação. De acordo com o superintendente de Gestão da Receita da Distribuição, Hélton Diniz Ferreira, a Cemig utiliza diversas ferramentas de comunicação com o consumidor para evitar a inadimplência.

“A empresa adota várias medidas para avisar ao cliente: envio de e-mail, mensagem de texto via celular (SMS), notificação por meio de carta, negativação e cobrança via contato telefônico. Ou seja, a Cemig prefere evitar o corte de luz, mas é necessário manter o equilíbrio financeiro da empresa”, explicou.

 

 

Fonte: Hoje em Dia ||

Imprimir

Comentários