O hábito de tomar medicamentos orais com leite, suco, chá, refrigerante e outras bebidas com sabor é comum entre muitas pessoas e normalmente aprendido na infância, com os pais. O método, porém, não é indicado por médicos, pois os remédios desencadeiam reações químicas que podem comprometer sua eficácia quando ingeridos com líquidos diferentes.

Leite corta o efeito do remédio?

Ao contrário do que muita gente imagina, não é nada saudável tomar comprimidos com leite, especialmente no caso de antibióticos à base de tetraciclina. Neste caso, o composto presente no medicamento se liga ao cálcio do leite, formando aglomerações que cortam o efeito do remédio.

Pode tomar remédio com chá?

Chás tampouco são indicados como aliados na ingestão de remédios orais. Isso porque a infusão possui grande concentração de tanino, uma substância química que pode retardar ou mesmo comprometer totalmente a eficácia do medicamento.

PUBLICIDADE

Outras reações químicas que prejudicam o efeito de comprimidos também podem ocorrer se eles forem ingeridos com sucos, refrigerantes ou café. No caso da última bebida, o paciente pode sofrer com efeitos colaterais como ansiedade, nervosismo ou palpitações.

Qual o jeito certo de tomar remédio?

Qualquer remédio de via oral deve ser tomado apenas com água e nenhum outro líquido. Além disso, existe até uma quantidade indicada por médicos: de 200 ml, ou seja, um copo cheio.

O correto é beber a água aos poucos, dando pequenos goles. Para facilitar o caminho do medicamento até o estômago a pessoa ainda deve estar de pé e, caso seja necessário se sentar ou deitar, ela deve esperar cerca de 2 minutos depois de ingerir a pílula.

Por fim, evite ingerir comprimidos a seco, já que ele pode machucar ou irritar a mucosa do trato gastrointestinal, região em que ocorre o início da absorção e distribuição do medicamento para que ele faça efeito.

IMPRIMIR

Fonte:

VIX