Dia 20 de julho é comemorado o Dia Internacional do Amigo, uma pessoa que não tem laços sanguíneos, mas que é tão dedicada e prestativa quanto às pessoas da família.
A ideia surgiu do Hermano, dentista e professor Enrique Ernesto Febbraro, que recebeu duas indicações ao prêmio Nobel da Paz. Na data, Enrique promoveu uma grande festa na capital Argentina, dedicando-a aos amigos. O evento foi um sucesso e a comemoração passou a ser adotada por outras pessoas, difundindo-se por todo o mundo. A oficialização da data aconteceu com o decreto nº 235/79.
O Brasil adotou a data rapidamente, pois a população de nosso país é hospitaleira e capaz de fazer muitas amizades.
Mas ser amigo não é somente conhecer e conviver à distância. A verdadeira amizade requer muito mais dessa relação.
Amigo é aquele que estende a mão quando precisamos, que faz críticas construtivas para que possamos crescer enquanto pessoas, que sofre com nossas angústias e com nossos problemas, mas está sempre do lado, dando forças e incentivando-nos a lutar, a não desistir dos nossos sonhos.
Durante a vida, podemos encontrar vários tipos de amigos, amigos para rir, amigos para desabafar, amigos para viajar, amigos para sonhar. Mas também existem aqueles que vêm com as brincadeiras: amigo secreto, no Natal; amigolat, na Páscoa; ou simplesmente amigo.
Precisamos ter cuidado mesmo com os chamados amigo ?da onça?, aqueles que se fazem de amigos, mas que não o são, enganando os outros com sentimentos falsos, inveja e intriga.

print
Comentários