O número de registros confirmados de sarampo no país já soma 10.429 casos desde o início de 2019. As confirmações foram feitas por análise laboratorial (79%) ou critério clínico (21%). Os dados foram divulgados nessa quinta-feira (7) em novo boletim do Ministério da Saúde. São Paulo representa 90,5% de todas as infecções.

Confira os números, desde janeiro:

  • 49.613 casos suspeitos
  • 10.429 casos confirmados (21%)
  • 19.647 descartados
  • 19.537 ainda são investigados
  • 14 mortes (há o registro de uma 15ª vítima, que ainda não consta no balanço oficial do Ministério)

Para os dados dos estados, o governo fez um recorte entre as semanas 32 e 43, período entre 4 de agosto e 26 de outubro. São Paulo lidera, com 5.123 casos; seguido por Paraná (227), Rio de Janeiro (70) e Minas Gerais (67).

10 estados com mais casos confirmados de sarampo entre semanas 32 e 43 — Foto: Carolina Dantas/G1

De acordo com o boletim do Ministério da Saúde, morreram 14 pessoas por infecções da doença – 13 em São Paulo e uma no município de Taquaritinga do Norte, em Pernambuco.

A Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo, que tem um acesso mais rápido aos dados do estado, confirmou nesta quarta-feira (6) um 14º caso no estado, na cidade de Limeira – seria a 15ª vítima em todo o país. O dado ainda não consta no balanço mais recente do Ministério da Saúde.

Mortes por cidade de São Paulo:

  • São Paulo – 5
  • Osasco – 2
  • Francisco Morato – 2
  • Itanhaém – 1
  • Itapevi – 1
  • Franco da Rocha – 1
  • Santo André – 1
  • Limeira – 1

As faixas etárias mais afetadas são as crianças com menos de 1 ano, com 18,3% dos casos, e jovens de 20 a 29 anos, com 30,6%. Idosos representam 2,5% dos registros.

No dia 29 de outubro, o Ministério da Saúde anunciou que conseguiu atingir a meta de vacinação contra a doença – 95% de cobertura em crianças de 1 ano, sendo que 14 estados superaram o índice.

Imprimir

Fonte:

G1