O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou, a pedido do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, a expansão de até sete meses do pagamento do seguro desemprego. O valor máximo do benefício pago atualmente é de R$ 870,01.
De acordo com Lupi, se o presidente da República sentir necessidade, é possível ainda estender o benefício por até 10 meses, através de medida provisória. Ele refutou a possibilidade, porém, de redução no valor do benefício. O ministro afirma que essa proposta não tem a aprovação do ministério.
Apenas serão beneficiados os setores que estiverem em situação crítica quanto às demissões ocorridas em dezembro, janeiro e fevereiro, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O ministro citou como exemplo os setores de siderurgia e de mineração. Não podemos fazer aleatoriamente, pois podem ocorrer solicitações indevidas. Alguns setores como construção civil e serviços já estão revertendo a situação.
O ministro lembrou ainda que os dados de empregabilidade de janeiro são negativos, mas infinitamente melhores que os de dezembro. Em outra medida o conselho autorizou a liberação de R$ 200 milhões para o capital de giro das revendedoras de carros usados.
Em Formiga, a informação do SINE é de que o município não deve ser afetado pela nova medida, uma vez que não houve nenhum setor com demissões em massa como nas grandes cidades.

print
Comentários