Subiu para 22 o número de mortos em Minas Gerais em decorrência das chuvas. As novas vítimas são da cidade de Lambari, no Sul do Estado. De acordo com a Polícia Militar, dois homens morreram soterrados na tarde desta segunda-feira (14) depois que um barranco desmoronou próximo à MG-256, na saída para a cidade de Heliodora.
Segundo a Polícia Militar, as vítimas trabalhavam em uma oficina mecânica na rua Joaquim Andrade Carvalho, no bairro Corredor, que fica ao lado de uma encosta, quando o morro desabou em cima deles. Conforme informações iniciais morreram o proprietário do estabelecimento e um funcionário dele. Ambos ainda não foram identificados.
Ainda conforme a polícia existia a possibilidade de uma terceira pessoa ter sido soterrada, mas a hipótese já foi descartada depois que duas equipes do Corpo de Bombeiros foram ao local e vasculharam toda a área. A suposta vítima seria a filha do dono da oficina.
A área do desabamento está interditada desde às 13h30, quando aconteceu o acidente. Como ainda existe o risco de mais desmoronamentos, devido à terra molhada, bombeiros, Defesa Civil e Polícia Militar ainda estão no local. Os corpos das duas vítimas já foram resgatados e encaminhados para um hospital da região, onde foi constatado o óbito. Segundo moradores, chove forte na cidade desde sexta-feira (11).
Mortes confirmadas
Ainda nesta segunda foi confirmada pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec) de Minas Gerais a vigésima morte em decorrência do período chuvoso no Estado. Os corpos das duas últimas vítimas foram encontrados em Ipatinga, no Vale do Aço, durante o último fim de semana.
No domingo (13), uma equipe do Corpo de Bombeiros da cidade localizou o corpo de César Silva Pereira, de 35 anos, que estava desaparecido desde sexta-feira (11). O homem foi levado por uma forte correnteza depois de tentar ajudar uma vizinha a salvar o cachorro dela. O animal ficou preso em uma das margens do ribeirão Gerasa. No sábado (12), a morte confirmada foi de Maria Antônia Sena, de 52 anos, que foi quem César Silva auxiliou na tentativa de salvar o cachorro. A mulher morreu após ser surpreendida pela abrupta elevação das águas do ribeirão ao entrar em uma galeria fluvial. O corpo da mulher foi localizado a 20 metros do local do acidente e o de César Silva a 40 km.
Ainda nesse domingo, foi achado o corpo de Devanil Cristino Vieira, de 74 anos, em um rio de Ipatinga.

Imprimir
Comentários