A Biblioteca Pública Maria José Arantes, de Córrego Fundo, indica como leitura nesta semana o livro O cão dos Baskerville de Arthur Conan Doyle.

O objetivo do projeto ‘O que ler’ é estimular o hábito da leitura e divulgar o acervo do órgão.

A biblioteca funciona às segundas, quartas e sextas-feiras das 7h às 16h e terças e quintas-feiras das 7h as 17h30.

Resenha

20e9da26 32fd 4876 91ec 2820c404b736

Em O cão dos Baskerville, Sherlock Holmes e o Dr. Watson investigam a morte de sir Charles Baskerville, numa história eletrizante que se tornou um clássico da literatura policial.

Em meados do século XVII, um lendário cão do inferno matou Hugo Baskerville na charneca da propriedade familiar, em Dartmoor, e nunca mais parou de assombrar a família. Séculos depois, quando sir Charles Baskerville morre em circunstâncias misteriosas, seu herdeiro, sir Henry, recebe uma ameaçadora carta anônima.

Alarmado, Henry Baskerville aciona Sherlock Holmes. O detetive encarrega seu assistente, o Dr. Watson, de acompanhar sir Henry enquanto se instala em segredo num povoado próximo para descobrir quem teria interesse em eliminar o último dos Baskerville e, assim, apoderar-se de sua herança. Com seus infalíveis métodos de dedução, Sherlock Holmes tenta evitar que o assassino de Sir Charles faça mais uma vítima na família.

Publicado em 1902, O cão dos Baskerville é uma das aventuras mais populares de Sherlock Holmes. Esta edição ilustrada do clássico de Arthur Conan Doyle (1859-1930) traz uma versão abreviada do texto original, adaptando-o para o público infanto-juvenil. Além de informações sobre a época em que transcorre a história e sobre o autor, enriquecem a narrativa, reproduções artísticas e as ilustrações de Mark Oldroyd.

 

 

 

Redação do Jornal Nova Imprensa

Imprimir
Comentários