Houve muitos debates, nos quais vimos bons depoimentos, mas também pronunciamentos fingidos, mentirosos e hipócritas.
Precisamos, no entanto, superar a maioria dos pronunciamentos e ver mais longe.

A Constituição Brasileira prevê, sim, o impeachment, desde que o(a) Presidente tenha cometido ilícitos penais ali descritos.
A Presidenta Dilma não cometeu nenhum ilícito penal; ela, diferente de Fernando Color, só para comparar, não pegou dinheiro público e colocou no bolso, como fez este.

As mal-faladas e inventadas “pedaladas fiscais” foram práticas usuais de governos anteriores e, neste Governo foram créditos antecipados pelos bancos oficiais ao Governo, para cumprir com os pagamentos de compromissos sociais: Bolsa Família, Minha Casa, Minha Vida, e outros.

A Presidenta não pegou um centavo sequer para si. Onde está o ilícito penal?

O mais importante do impeachment, porém, é pensar quem está por trás do mesmo, ou seja: primeiro, um presidente da Câmara, este sim, já indiciado por diversos crimes, que embolsou muitos milhões; segundo: mais de quarenta deputados também já indiciados pela Operação Lavajato, sabendo que, se o presidente da Câmara cair, eles caem junto: sabendo ainda que, nesta Câmara, existem políticos, filhos e netos de políticos que apoiaram o golpe de 64 e a ditadura; terceiro: um grupo dos mais poderosos financeiramente do país, aliados à grande mídia (TVs, Rádios e Jornais), que também está concentrada nas mãos deles e que estão insatisfeitos com o Governo, pois não estão ganhando o tanto que estavam acostumados a ganhar, por diversos motivos, mas atribuem isso unicamente ao atual Governo; quarto: o vice, Temer, concluído o processo, vai ser o presidente, sem ter tido um único voto; isso é Democracia? Quinto: O Juiz Sérgio Moro recebeu uma lista, na qual a Odebretch afirma ter pago propina a centenas de políticos, inclusive Aécio Neves e José Serra; mas, como não constava os nomes nem de Lula, nem de Dilma, ele disse que ia deixar para depois. Pode?

Só isto já responde, em grande parte, à pergunta principal do golpe: quem está POR TRÁS do impeachment da Presidenta Dilma?

Até aqui, sem entrar nas questões do machismo, do racismo e da ascensão das camadas mais pobres.

A sociedade brasileira precisa, e muito, repensar as suas opções, baseadas em seus conceitos e valores.

 

 

Imprimir

Comentários