A 4ª Reunião sobre as condições de operação da Usina Hidroelétrica de Energia (UHE) Furnas e UHE Mascarenhas de Moraes (Peixoto) foi realizada nesta quinta-feira (24), pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Ambiental (ANA) por videoconferência. Durante a reunião foram apresentadas propostas para preencher o reservatório.

O encontro virtual contou também com a participação de representantes do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS); Ministério de Minas e Energia e do Turismo; Alago; Movimento Pró-Furnas 762; comitês de bacias, entre outros.

O órgão regulador esclareceu as condições e apresentou a primeira proposta para a regra de transição que visa preencher o reservatório de Furnas, sendo:

• Adoção da vazão defluente máxima média mensal de 600m3/s, em Novembro;
• E manutenção da vazão defluente máxima média mensal de 500m3/s entre os meses de dezembro de 2020 e abril de 2021, portanto, menor para recuperação do nível no período chuvoso.

Conforme reiterado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Ambiental, as propostas foram consolidadas em nome do MME e definem uma política clara para geração de energia com segurança no sistema nacional, contemplando o reenchimento gradual dos lagos.

De acordo com o movimento Pró-Furnas, este é um avanço na luta pela manutenção da cota mínima de 762 para o Lago de Furnas e acredita que outros passos importantes serão dados no sentido de uma não-dependência exclusivamente do quadro hidrológico, que propiciem a recuperação dos negócios no turismo, piscicultura e agronegócios de uma região que reúne 1 milhão e 800 mil pessoal no seu entorno.

De acordo com o dado mais atual do ONS, de terça-feira (22), Furnas operava no nível 759,53 com volume útil de 41% – tendo a vazão (m³/s) afluente de 394 e defluente de 506.

O Grupo de Trabalho sobre as condições de operação da UHE Furnas é promovido pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Ambiental (ANA) e envolvendo diversas entidades técnicas, órgãos do Poder Executivo e do Poder Legislativo, dentre os quais a Câmara dos Deputados e o Senado Federal, com a apresentação das propostas consolidadas no âmbito do setor elétrico.

Imprimir
Comentários