O retorno às aulas: foco no estudo

O retorno às aulas deve suscitar nos alunos uma maior disposição às demandas do segundo semestre, que passa mais rápido que o primeiro, e geralmente é conclusivo em muitas matérias, a requerer trabalhos e avaliações mais exigentes. As férias do meio do ano realmente são bem curtas, e muitos nem conseguem descansar direito, porque trabalham e nem todos fazem coincidir as férias de trabalho com as da escola, principalmente os que cursam Faculdade. Outros, porém, só estudam, mas acabam se voltando para outros interesses e se dispersam não se concentrando como deviam nos estudos. Por isso, é preciso, para quem está matriculado em algum curso de nível superior, ainda mais se estiver no final do curso, se dedicar mais, estar mais disciplinado em administrar o tempo do lazer, do trabalho, com o dos estudos, evitando assim o estresse. Nesse sentido, é recomendável não se acumular de atividades, e ir fazendo as tarefas e trabalhos o quanto antes, para não deixar tudo acumulado no final do semestre.

O importante é que os alunos se sintam motivados a estudar, e também os professores retornem com ânimo, pois parte da motivação aos alunos deve vir dos professores. Mesmo assim, muitos alunos sabem que dependem muito do esforço pessoal de cada um para obterem os melhores resultados, não apenas nas provas e trabalhos, mas no aprendizado, de um modo geral. Estudar exige dedicação, tempo, interesse em buscar informações, seja lendo não apenas a bibliografia recomendada, mas também indo buscar mais, seja em livros, em pesquisas pela Internet, e mesmo conversando com outras pessoas, especialistas, participando de palestras, assistindo a documentários, filmes, lendo entrevistas, estudos publicados em revistas especializadas, etc. Não basta os alunos ficarem com o que recebem em sala de aula, mas é preciso que estudem bem ao menos o básico primeiro, para depois se aprofundarem em outras leituras. O importante é também saberem se organizar nos estudos, ter disciplina, dedicar um tempo para as leituras, fichamentos, trabalhos em grupo ou mesmo individual. E para ser bem sucedido, é evidente que terá de deixar de fazer outras coisas, abrir mão de lazeres inclusive, para que o tempo de estudo seja concentrado e permita com que alcance boas notas e tenha um bom conhecimento. O bom aluno sabe ainda que terá de estudar a vida toda, pois o aprendizado da vida é permanente. Também os professores devem estar sempre se reciclando, se atualizando, especialmente em sua área, alargando assim conhecimento e experiência, para o melhor exercício de sua atividade profissional.

Que o retorno às aulas seja, portanto, um motivo de alegria, em que cada um se sinta disposto a dar o melhor de si, em suas atribuições, aproveitando cada dia para obter um bom rendimento. Depende do esforço de cada um para isso. Numa sociedade cada vez mais complexa e com um volume de informações cada vez maior, requer que cada um (aluno e professor) tenha o discernimento necessário para fazer escolhas certas, de tempo de estudo, de dedicação, de leituras adequadas, para que haja também momentos de descanso e lazer, além do estudo e do trabalho, para que as aulas sejam momentos também prazerosos. 

Imprimir

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

O retorno às aulas: foco no estudo

O retorno às aulas deve suscitar nos alunos uma maior disposição às demandas do segundo semestre, que passa mais rápido que o primeiro, e geralmente é conclusivo em muitas matérias, a requerer trabalhos e avaliações mais exigentes. As férias do meio do ano realmente são bem curtas, e muitos nem conseguem descansar direito, porque trabalham e nem todos fazem coincidir as férias de trabalho com as da escola, principalmente os que cursam Faculdade. Outros, porém, só estudam, mas acabam se voltando para outros interesses e se dispersam não se concentrando como deviam nos estudos. Por isso, é preciso, para quem está matriculado em algum curso de nível superior, ainda mais se estiver no final do curso, se dedicar mais, estar mais disciplinado em administrar o tempo do lazer, do trabalho, com o dos estudos, evitando assim o estresse. Nesse sentido, é recomendável não se acumular de atividades, e ir fazendo as tarefas e trabalhos o quanto antes, para não deixar tudo acumulado no final do semestre.

O importante é que os alunos se sintam motivados a estudar, e também os professores retornem com ânimo, pois parte da motivação aos alunos deve vir dos professores. Mesmo assim, muitos alunos sabem que dependem muito do esforço pessoal de cada um para obterem os melhores resultados, não apenas nas provas e trabalhos, mas no aprendizado, de um modo geral. Estudar exige dedicação, tempo, interesse em buscar informações, seja lendo não apenas a bibliografia recomendada, mas também indo buscar mais, seja em livros, em pesquisas pela Internet, e mesmo conversando com outras pessoas, especialistas, participando de palestras, assistindo a documentários, filmes, lendo entrevistas, estudos publicados em revistas especializadas, etc. Não basta os alunos ficarem com o que recebem em sala de aula, mas é preciso que estudem bem ao menos o básico primeiro, para depois se aprofundarem em outras leituras. O importante é também saberem se organizar nos estudos, ter disciplina, dedicar um tempo para as leituras, fichamentos, trabalhos em grupo ou mesmo individual. E para ser bem sucedido, é evidente que terá de deixar de fazer outras coisas, abrir mão de lazeres inclusive, para que o tempo de estudo seja concentrado e permita com que alcance boas notas e tenha um bom conhecimento. O bom aluno sabe ainda que terá de estudar a vida toda, pois o aprendizado da vida é permanente. Também os professores devem estar sempre se reciclando, se atualizando, especialmente em sua área, alargando assim conhecimento e experiência, para o melhor exercício de sua atividade profissional.

 

Que o retorno às aulas seja, portanto, um motivo de alegria, em que cada um se sinta disposto a dar o melhor de si, em suas atribuições, aproveitando cada dia para obter um bom rendimento. Depende do esforço de cada um para isso. Numa sociedade cada vez mais complexa e com um volume de informações cada vez maior, requer que cada um (aluno e professor) tenha o discernimento necessário para fazer escolhas certas, de tempo de estudo, de dedicação, de leituras adequadas, para que haja também momentos de descanso e lazer, além do estudo e do trabalho, para que as aulas sejam momentos também prazerosos. 

Sobre o Autor

André Ribeiro

Designer do portal Últimas Notícias, especializado em ricas experiências de interação para a web. Tecnófilo por natureza e apaixonado por design gráfico. É graduado em Bacharelado em Sistemas de Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Deixe um comentário!

Atenção! Os comentários do portal Últimas Notícias são via Facebook, se deseja comentar esteja logado. Lembre-se que os comentários são de inteira responsabilidade dos autores e não representam a nossa opinião.

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!